• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
JOGO FATAL Polícia investiga cinco casos do Desafio da Baleia Azul em Pernambuco Cinco vítimas já procuraram ajuda no Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente

Publicado em: 20/04/2017 16:41 Atualizado em: 20/04/2017 16:47

Adolescente tem com vários cortes em um dos braços, característica comum dos praticantes do jogo.Foto: Reprodução/ WhatsApp (Adolescente tem com vários cortes em um dos braços, característica comum dos praticantes do jogo.Foto: Reprodução/ WhatsApp)
Adolescente tem com vários cortes em um dos braços, característica comum dos praticantes do jogo.Foto: Reprodução/ WhatsApp
A Polícia Civil de Pernambuco investiga cinco denúncias a respeito do Desafio da Baleia Azul no estado. De acordo com o Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente, dois casos foram registrados no Recife, um no município do Paulista, um em Vicência e outro em Goiana, na Mata Norte.

Apesar da ação ser interestadual, por orientação da Chefia da Polícia Civil, a DPCA dará suporte aos envolvidos. "Há varios relatos no mundo de alguns adolescentes que concluíram o jogo e tiraram a própria vida. Nós temos cinco vítimas que procuraram o departamento e estamos dando todo o apoio. Estamos orientando as famílias, orientando os pais para que eles não deixem que os filhos participem do desafio. E, uma vez que eles ingressaram no jogo, para que não deixem que os filhos cumpram a tarefa", adiantou o delegado Darlson Macedo, gestor da DPCA.

LEIA MAIS

Polícia investiga primeiro registro do Desafio da Baleia Azul em Pernambuco
Pernambuco pode ter segundo caso de adolescente mutilada após jogo Baleia Azul

A Polícia Federal lançou um alerta sobre o Baleia Azul. Para a PF, pessoas em situações de vulnerabilidade e que têm entre 10 a 16 anos são os principais alvos. Entre os desafios recomendados por quem lidera o jogo estão assistir filmes de terror sozinho de madrugada, ouvir músicas tristes, ir para locais desertos à noite e desenhar uma baleia no braço com faca ou navalha.

Os chamados curadores exigem às vítimas que cumpram os comandos e enviem vídeos ou fotos como prova que concluíram cada etapa diária para prosseguir de fase. O jogo de manipulação e incentivo ao suicídio começou na rede social russa VKontakte e hoje está presente em grupos secretos nas redes sociais.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.