• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Violência Adolescente morre durante rebelião no Case de Abreu e Lima Varredura está sendo feita para identificar possíveis fugas. quantificar os feridos e apurar as causas do motim

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 20/03/2017 07:23 Atualizado em: 20/03/2017 08:00

Um adolescente morreu durante uma rebelião no Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) de Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife (RMR). A vítima, de 17 anos, teria sido morto durante uma briga entre facções rivais,de acordo com adireção da Funase. Com capacidade para 98 internos, a unidade abriga atualmente 189. Por meio de nota, a Funase informou que uma varredura está sendo feita para identificar possíveis fugas. quantificar os feridos e apurar as causas do motim.

O tumulto teve início por volta das 20h deste domingo, quando os adolescentes teriam ateado fogo em colchões. O Batalhão de Choque da Polícia Militar foi acionado e conseguiu controlar a rebelião, enquanto o Corpo de Bombeiros apagou o incêndio.

Outros casos - Em julho do ano passado, outro jovem morreu e dois ficaram feridos em um tumulto no Case de Abreu e Lima. Segundo a Funase, uma briga entre jovens rivais deu início à confusão no Pavilhão 9. Um jovem foi morto a pedradas e um dos feridos foi atingido por golpes de faca artesanal. O outro socorrido teve as pernas quebradas.

No dia 31 de março do mesmo ano, adolescentes invadiram e reviraram salas da administração, subiram no telhado e atearam fogo em colchões e objetos no Case de Abreu e Lima. Uma briga ente os intermos de dois pavilhões teria motivado o tumulto. Funcionários da unidade contaram que o tumulto começou por volta das 18h30, quando o jantar estaria sendo preparado. Apesar do pânico, ninguém ficou ferido, mas um dos adolescentes, que sofria de asma, precisou ser encaminhado à Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) de Abreu e Lima, por ter inalado fumaça.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.