• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Lazer Ciclofaixa renovada por mais um ano no Recife A cada dia de projeto, uma média de 18 mil pessoas de todas as idades utilizam a via exclusiva para bicicletas

Publicado em: 23/03/2016 07:08 Atualizado em: 23/03/2016 07:15

Opção de lazer foi implantada em março de 2013. Foto: Edvaldo Rodrigues/ DP
Opção de lazer foi implantada em março de 2013. Foto: Edvaldo Rodrigues/ DP
Uma das opções de lazer mais utilizadas pelo recifense e até por moradores das cidades vizinhas está garantida por mais um ano. A dois dias do aniversário de três anos da Ciclofaixa de Turismo e Lazer, o prefeito do Recife, Geraldo Julio, e o secretário de Turismo e Lazer do Recife, Camilo Simões, formalizaram ontem, em São Paulo, mais um ano de patrocínio do projeto pelo Banco Itaú. O acordo foi firmado com Cícero Araújo, diretor de Relações Institucionais e Governamentais do Banco Itaú, e com Luciana Nicola, superintendente de Relações Institucionais e Governamentais. O banco é patrocinador oficial do projeto desde seu início.

O patrocínio viabiliza a operação da ciclofaixa, que conta com 4 mil cones de sinalização, instalados e recolhidos a cada dia de projeto, 220 placas móveis, que indicam o roteiro a ser seguido, além dos 64 monitores, que se revezam nos expedientes da manhã e da tarde, orientando os ciclistas e prestando eventuais esclarecimentos.

Implantada em março de 2013, a Ciclofaixa de Turismo e Lazer da Prefeitura do Recife funciona aos domingos e feriados, das 7h às 16h. A cada dia de projeto, uma média de 18 mil pessoas de todas as idades utilizam a ciclofaixa. O trajeto, que contempla o uso de bicicletas, skates e patins, corta 30 bairros da cidade, interligando as zonas Norte, Sul e Oeste, em quase 36,5 quilômetros de faixa exclusiva.

Atualmente, a ciclofaixa tem três rotas: a Norte, que passa pelos bairros de Casa Amarela, Casa Forte, Poço da Panela, Torre, Parnamirim, Graças, Espinheiro, Santo Amaro, Recife Antigo; a rota Sul, que compreende São José, Cabanga, Pina e Boa Viagem; e a rota Oeste, que passa pelos bairros de Afogados, Boa Vista, Bongi, Coelhos, Derby, Ilha do Leite, Ilha do Retiro, Imbiribeira, Madalena, Mangueira, Mustardinha, Paissandú, Prado, Soledade, São José, Santo Antônio e Zumbi. As três rotas têm como ponto de convergência o Marco Zero, no Bairro do Recife, passando por vários pontos turísticos.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.