• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Operação PF investiga suspeita de adulteração de leite no Agreste de Pernambuco Produto estaria sendo acrescido de água em excesso, soda cáustica, água oxigenada, urina, álcool, sacarose, ácido lático e a bactéria causadora da meningite

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 04/12/2015 08:06 Atualizado em: 04/12/2015 15:10

A Polícia Federal em Pernambuco (PF/PE) realiza, na manhã desta sexta-feira, uma operação contra empresas de laticíneos suspeitas de adulterar leite produzido no Agreste do estado. As buscas estão sendo feitas nos municípios de Pedra, Bom Conselho, São Bento do Una e Belo Jardim. As investigações começaram em março deste ano, quando o Ministério da Agricultura identificou, após queixas de consumidores e autuações administrativas, vários produtos e seus derivados de leite com suspeita de adulteração com suspeita de participação de servidores do órgão coniventes por omissão na fiscalização.

 

Perícias realizadas pelo setor técnico e científico da PF apontam que o leite estaria sendo acrescido de água em excesso e ainda soda cáustica, água oxigenada, urina, álcool etílico, sacarose, ácido lático e a bactéria causadora da meningite. Ainda de acordo com a Operação Longa Vida, também existe suspeita de contaminação de queijos e manteigas.

Estão sendo cumpridos quatro mandados de busca e apreensão em empresas ligadas à produção de leite industrial e vários mandados de condução coercitiva contra o responsável técnico e legal, o responsável pela política leiteira, a supervisora de qualidade, o químico e alguns servidores do Ministério da Agricultura Permanente e Fiscais Federais Agropecuários.

A Justiça não autorizou a divulgação do nome das empresas ou dos produtos até a conclusão da perícia realizada no material que está sendo colhido nesta sexta-feira no setor de produção destas fábricas. Apenas após os testes a PF poderá comprovar a adulteração e a existência de substâncias danosa para a saúde humana.

 

O que se sabe é que as sedes das indústrias ficam nos seguintes endereços: BR-424, km 17, Zona Urbana de Pedra; PE-218, km 46, Zona Rural de Bom Conselho; PE-180, km18, Bairro Primeiro, em São Bento do Una e Granja Bela Vista, Alto da Palestina, Centro de Belo Jardim.

Até o momento, a perícia realizada nos animais leiteiros onde as empresas colhem o leite para a produção dos seus derivados não constatou nenhuma irregularidade. Nos supermercados e em algumas autuações feitas pelo Ministério da Agricultura em algumas dessas empresas onde o leite e os seus derivados dessas empresas foram colocados a venda foram encontradas irregularidades e contaminação. Caso a contaminação seja comprovada, podem ser responsabilizadas as empresas e seus funcionários. Um balanço da operação será apresentado na manhã desta sexta-feira na sede da Polícia Federal, no Recife.

 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.