• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Literatura Lançamento da biografia de Armênio Dias acontece na biblioteca do RHP Livro conta a história do dono do restaurante Leite desde da infância em Portugal

Publicado em: 09/07/2015 22:30 Atualizado em: 09/07/2015 23:07

Waldênio Porto posa ao lado do biografado Armênio. Foto: Ricardo Fernandes/DP/D.A Press
Waldênio Porto posa ao lado do biografado Armênio. Foto: Ricardo Fernandes/DP/D.A Press
Nesta quinta-feira, a biblioteca do Real Hospital Português (RHP), no bairro do Paissandu, área central do Recife, foi tomada por pessoas que queria prestigiar o lançamento do livro “Do Tejo ao Capibaribe”, biografia de Armênio Dias, dono do restaura Leite. O texto foi escrito por Waldênio Porto, amigo do biografado e, também, médico da instituição. A cerimônia aconteceu a partir das 19h e contou com a presença do provedor do Hospital Português, Alberto Ferreira da Costa.

Sobre o livro, Armênio afirmou que estar muito satisfeito. “Quando ele (Waldênio) me disse que escreveria sobre minha vida, levei um susto. Não sou muito de festas e homenagens, mas fiquei bastante feliz com o trabalho dele e com todas as pessoas que vieram hoje”, confessou o empresário. A biografia conta sobre a vida de Armênio ainda em Portugal, quando criança pobre, e segue até sua vida atual, com 84 e dono de um dos restaurantes mais tradicionais do Recife. “Sou uma pessoa muito trabalhadora e acho que o livro mostra isso. Nem quis me meter no trabalho de Waldênio. Acredito nele como autor”, afirmou o empresário.

O livro ainda traz depoimentos de figuras como o deputado federal Jarbas Vasconcelos, da escritora Laura Areias, e de Alberto Ferreira da Costa. “O texto escrito por Waldênio foca mais na vida desconhecida de Armênio, ainda em Portugal. Os depoimentos falam sobre a pessoa que ele se tornou. O homem que ele é hoje” explicou Laura, que também é provedora do livro.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.