• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Problemas genéticos Tartaruga albina nascida em Noronha é assistida pelo Projeto Tamar

Publicado em: 25/06/2015 11:45 Atualizado em: 25/06/2015 11:53

Foto: Projeto Tamar/ Divulgação
Foto: Projeto Tamar/ Divulgação
A equipe de veterinários do Projeto Tamar da Praia do Forte, na Bahia, está assistindo um filhote albino de tartaruga-verde (Chelonia mydas). O animal nasceu  em Fernando de Noronha, Pernambuco.

O albinismo, mesmo que parcial, não permite que uma tartaruga marinha sobreviva na natureza. A cor diferente a torna uma presa mais fácil e problemas genéticos a fazem adoecer com facilidade.

O Centro de Visitantes da Praia do Forte foi criado em 1982. Junto com a base de pesquisa, ocupa uma área total de dez mil metros quadrados, cedida pela Marinha do Brasil/Comando do IIº Distrito Naval, no entorno do farol Garcia D’Ávila.

 

 

 

 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.