• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Mobilidade Ciclovia é usada como estacionamento em Olinda Via que deveria ser exclusiva é invadida na constantemente. Problema já foi mostrado pelo Diario em outubro

Por: Maira Baracho - Diario de Pernambuco

Publicado em: 09/01/2015 11:18 Atualizado em: 09/01/2015 12:24

Ciclovia tomada por carros obriga ciclistas a andarem na calçada. Foto:Eduarda Santos/Cortesia/WhatsApp
Ciclovia tomada por carros obriga ciclistas a andarem na calçada. Foto:Eduarda Santos/Cortesia/WhatsApp

Quem utiliza a bicicleta como meio de transporte ou para praticar atividades físicas enfrenta, diariamente, uma verdadeira corrida com obstáculos em Olinda. A ciclovia de 3,5 quilômetros que liga o Bairro Novo até Casa Caiada pela Orla deveria garantir segurança aos ciclista, mas acaba servindo como estacionamento para carros, motos e carrinhos de comércio ambulante.
Problema foi mostrado pelo Diario em outubro. Foto: Everson Veridão/Esp.DP/D.A Press
Problema foi mostrado pelo Diario em outubro. Foto: Everson Veridão/Esp.DP/D.A Press

O problema foi mostrado no Diario em outubro do ano passado mas, desde então, nada mudou. A professora de educação física Maria Eduarda Santos, 27, trabalha em Casa Caiada e passa diariamente pela faixa exclusiva. Segundo Eduarda,o problema é constante, como mostra a foto enviada por ela ao WhatsApp do Diario nesta sexta-feira (9).  "É um problema e não são só os veículos, mas também carroças de comerciantes", comenta. Na foto, um carro invade a ciclovia e interrompe a passagem das bicicletas.

Em outubro, a Prefeitura de Olinda justificou que parte do trecho ainda estava em obras e, por isso, alguns obstáculos, como gelos baianos, estavam atrapalhando o fluxo. A prefeitura disse ainda que, ao final da obra, a faixa exclusiva para os ciclistas seria ampliada em 3km, abrangendo o bairro de Rio Doce até Ponte do Janga.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.