• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Mistério Suposto meteorito cai em povoado de Vicência

Por: Adaíra Sene

Publicado em: 26/09/2013 22:50 Atualizado em: 26/09/2013 23:21

Foto: BorrachaInfo/Divulgação
Foto: BorrachaInfo/Divulgação

Um suposto meteoro caiu no Povoado Borracha, distrito de Vicência, na Mata Norte de Pernambuco, e está preocupando agricultores da região. O objeto teria caído do céu na tarde da última segunda-feira (23). Apesar de parecer improvável, desde quarta-feira (25), e até o dia 25 de novembro, acontece uma chuva de meteoros, conhecida como Oriônidas, no espaço. O fenômeno acontece quando o planeta Terra cruza a órbita do Cometa Halley, tido como origem do fragmento rochoso. A chuva registra uma taxa típica de 20 a 25 meteoros por hora - o que pode ser visto em uma noite escura e de céu limpo. No interior, o morador que encontrou o material não resistiu e guardou a "pedra queimada" de 1,2 quilo em casa.

A informação foi confirmada na noite desta quinta-feira (26) pelo prefeito de Vicência, Paulo Tadeu. O gestor informou que soube do ocorrido apenas na quinta, quando voltou de uma viagem para o Recife. De acordo com a Coordenadoria de Defesa Civil de Pernambuco, o coordenador de Defesa Civil da cidade, Francisco Ernesto, vai até o local nesta sexta-feira (27) procurar mais informações sobre o caso. O prefeito adiantou que também enviará um geólogo para analisar o material encontrado.

Foto: BorrachaInfo/Divulgação
Foto: BorrachaInfo/Divulgação
 A pedra caiu a poucos metros de um morador conhecido como Adeíldo Marceneiro, que guardou o fragmento como lembrança. "Eu estava trabalhando quando ouvi o estrondo. Fiquei com medo. Procurei para ver se achava quem tinha jogado, mas não tinha ninguém. Foi um barulho muito grande. Só pode ter caído do céu. Ainda estava quente", detalhou. A tranquilidade do marceneiro não é generalizada. Muitos moradores estão preocupados com o perigo que a misteriosa pedra pode conter. "Ninguém sabe se tem risco de contaminação. Pode ser algo radioativo. Caiu no meio da rua e furou o calçamento. Alguém tem que fazer alguma coisa", desabafou o agricultor José Cavalcanti Lucena.

O Instituto de Tecnologia de Pernambuco é o responsável pelas análise de materiais supostamente caídos do céu, mas ainda não foi acionado. A Universidade Federal de Pernambuco também colabora com o controle através do Departamento de Energia Nuclear.

O que são?
Meteoros são pequenos corpos celestes que se deslocam no espaço e entram na atmosfera da Terra, queimando parcial ou totalmente devido ao atrito com a atmosfera terrestre e ao contato com o oxigênio. O fenômeno deixa um risco luminoso no céu, popularmente chamado de estrela cadente.

Fenômeno
De acordo com o Observatório Nacional, as chuvas de meteoros não representam risco para a Terra e ocorrem em praticamente todos os meses, algumas com mais intensidade e ampla visibilidade. O ápice da Oriônidas será nos dias 21 e 22 de outubro, porém as condições de observação não serão favoráveis, pois a Lua estará na fase cheia passando à minguante. A chuva de meteoros vem da constelação de Orion, perto da estrela Betelgeuse - a estrela vermelha mais brilhante da constelação.

Ainda segundo o Observatório, considera-se chuva de meteoros quando o planeta Terra cruza a órbita de um cometa, o que faz com que pequenos fragmentos que o corpo celeste deixa ao longo da sua órbita penetrem na atmosfera terrestre em um curto intervalo de tempo e em trajetórias quase paralelas.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.