• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Lazer Ciclofaixa e Recife Antigo de Coração neste domingo

Publicado em: 27/07/2013 09:56 Atualizado em:

Neste domingo (28), além da estreia da terceira rota da Ciclofaixa de Turismo e Lazer, acontece a quinta edição do projeto Recife Antigo de Coração. A iniciativa promove a abertura do bairro, no coração da capital pernambucana, para a população aproveitar em atividades ao ar livre. A expectativa é que cinco mil pessoas circulem na área.
 
A ação será dividida em três polos: infantil, cultural e esportivo. Pela primeira vez, o Dançando na Rua será realizado na Praça do Arsenal, das 16h às 22h, que deve atrair casais de todas as idades, dividindo o tablado com dançarinos profissionais. Haverá apresentações de bolero, swing, tango, samba, merengue e baile, com as orquestras de Metais, do maestro Lima Neto, e Gafieira de Bamba, do maestro Spok. As atrações do polo cultural incluem a biodanza, na rua Dona Maria Cesar, das 8h às 10h. A biodanza objetiva estimular, através dos exercícios, a demonstração de emoções, sentimentos, experiências e formas de comunicação entre as pessoas. No Marco Zero, o grupo musical Cello Gomes e Banda fará apresentação de repertório eclético da música popular brasileira, das 10h30 às 12h30.
 
Haverá exposição de carros antigos na Avenida Rio Branco, das 12h às 18h, com cerca de 20 carros de diversos modelos e épocas. Já às 15h, com saída do Marco Zero, o Maracatu Rural Cruzeiro do Forte fará sua apresentação. Fundado em 1929, embora tenha em seu nome "Rural", sinônimo de baque solto, a agremiação é de origem urbana, da comunidade dos Torrões, no bairro de Cordeiro. Das 16h às 18h, no Marco Zero, será a vez da escola de samba Grêmio Recreativo Cultural e Arte Gigante do Samba. Foi a campeã do Carnaval do Recife este ano, com o enredo: “A Rainha canta e dança no reinado de Poisedon”.
 
O polo esportivo vai oferecer diversas atividades ao longo do dia. No Marco Zero, das 9h30 às 10h30, haverá aula de alongamento e step. Desde 8h até 18h estará disponível, na av. Marquês de Olinda, o sistema de aluguel de bicicletas, triciclos, quadriciclos e patins. No mesmo horário, no trecho da av. Marquês de Olinda mais próximo ao Marco Zero, ficará o espaço reservado ao basquete de rua. Já em outro ponto da avenida, das 14h às 18h, a equipe de monitores de Cuzcuz dos Patins estará a postos.
 
Para os skatistas, uma rampa para manobras, disponibilizada pelo Geraldão, estará montada na av. Alfredo Lisboa, no trecho Sul, das 8h às 18h. Já na rua Dona Maria Cesar, das 10h às 18h, haverá partidas de badminton: esporte muito parecido com o tênis, porém, no lugar de uma bola utiliza-se uma peteca. Na mesma rua e horário, também haverá futebol de três jogadores em cada time.
 
No polo infantil, o projeto oferece recreação na av. Alfredo Lisboa, das 8hs às 18hs, com atividades de esportes adaptados e atividades que estimulam o raciocínio logico, como jogo de xadrez, dama, dominó, jogo da velha, amarelinha e uma trilha do conhecimento. Também haverá estímulo de leitura e da criatividade, com oficinas de artes e malabares, pintura no rosto e balão mágico. A programação conta ainda com exposição de álbuns de figurinhas antigas, como Amar é, Perna e Buco e Capitão América.
 
Ainda na av. Alfredo Lisboa, das 9h30 às 10h30, e das 15h às 16h, haverá a apresentação do grupo Artrelando Crianças, composto por 20 crianças da organização de Auxílio Fraterno do Recife. As crianças cantam e brincam com textos como trava-línguas, paralendas, trovas, adivinhas e contos tradicionais. Das 17h às 18h é a vez da apresentação de teatro lobatinho, com a peça Chapeuzinho Vermelho.
 
O polo infantil vai contar também com oficinas educativas com material reciclável, das 9h às 10h; das 10h às 11h e das 11h às 12h. À tarde vai das 15h às 16h e das 16h às 17h. Nas oficinas, crianças vão produzir bolas, adereços e brinquedos, utilizando resíduos como latas, tampas, plásticos, lacres, lonas, PET e muitos outros produtos descartados pelo consumidor.

Trânsito
Para executar o projeto, é preciso proibir a circulação de veículos em algumas vias: av. Rio Branco, rua da Guia, rua Álvares Cabral, av. Marques de Olinda, rua Dona Maria César, rua do Bom Jesus, av. Alfredo Lisboa, av. Barbosa Lima, rua Domingos José Martins e rua Barão Rodrigues Mendes. O acesso ao bairro continua pelas pontes Giratória, Buarque de Macedo e do Limoeiro, além da av. Cais de Apolo e do Cais de Alfândega. Lembrando também que a rua do Observatório fica reservada ao fluxo controlado e estacionamento para portadores de necessidades especiais.

Com informações da Secretaria de Turismo e Lazer
 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.