• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Paralisação » Professores do estado, do Recife e de Jaboatão em greve por três dias

Publicação: 23/04/2013 07:39 Atualização: 23/04/2013 08:57

Professores da redes de educação do estado, do Recife e de Jaboatão decidiram paralisar as atividades por três dias a partir de hoje. A parada faz parte de um protesto nacional que pede implantação de planos de carreira e mais investimentos no setor, entre outros itens. As escolas estaduais têm 770 mil alunos e as redes do Recife e de Jaboatão reúnem 94 mil e 18 mil estudantes, respectivamente.

De acordo com o Sindicato Municipal dos Profissionais de Ensino do Recife (Simpere), funcionários de 300 escolas vão cruzar os braços. Em Jaboatão, professores das 119 unidades poderão se juntar à mobilização. Estão previstos atos públicos em frente a escolas e gerências regionais de educação. “Estamos lutando para qualificar a educação pública”, afirmou a diretora do Simpere, Cláudia Ribeiro.

A Secretaria Estadual de Educação afirmou que as escolas funcionarão e ressaltou, em nota, que Pernambuco é um dos estados que pagam o piso nacional dos professores. “Desta forma, visando garantir os 200 dias letivos estabelecidos pela legislação, as escolas devem funcionar normalmente. Eventuais faltas serão descontadas sem a possibilidade de compensação”, diz o comunicado.

A Secretaria de Educação do Recife também informou que todas as unidades de ensino da rede municipal deverão ter aulas. “O Recife vem cumprindo o piso salarial nacional para todos os docentes da rede municipal de ensino, tendo já implantado, no mês de abril, o percentual de aumento de 7,97%, estabelecido pelo Ministério da Educação para 2013”, ressaltou o órgão, por meio de nota.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.