Pernambuco.com



  • (2) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Luto » Enterro de Suany Muniz marcado por pedidos de justiça Mulher assassinada na noite da quarta já havia sido assaltada outras duas vezes dentro do ônibus que fazia a linha Barra de Jangada/Curado IV

Publicação: 21/02/2013 17:04 Atualização: 22/02/2013 00:10

Enterro de Suany Muniz reforça pedido por Justiça em Pernambuco. foto: Arthur de Souza/Esp.DP/D.A Press. (Arthur de Souza/Esp.DP/D.A Press.)
Enterro de Suany Muniz reforça pedido por Justiça em Pernambuco. foto: Arthur de Souza/Esp.DP/D.A Press.
Marcado pela indignação. Assim foi o sepultamento de Suany Muniz Rodrigues, 33, assassinada brutalmente na noite da quarta-feira (20) durante uma tentativa de assalto dentro de um ônibus em Jaboatão dos Guararapes. "Hoje foi a minha filha, amanhã podem ser tantos outros. Essa violência tem que acabar", disse o pai da vítima, Antônio Rodrigues Silva, de 57 anos, ao se despedir da filha no Cemitério da Várzea, no Recife. A auxiliar de almoxarifado foi assaltada pela terceira vez na mesma linha.

O idoso não foi o único a demonstrar incredulidade com o que aconteceu. Ainda na noite da quarta, ao saber da investida criminosa contra a filha, o pai correu para a Unidade de Pronto Atendimento de Lagoa Encantada, para onde Suany foi socorrida, passou mal e precisou de atendimento médico. 

Suany Muniz preparava uma surpresa para a família quando foi morta. Ela havia sido promovida no estaleiro Atlântico Sul, onde trabalhava no setor de almoxarifado. Largou do trabalho, foi para a aula do curso técnico de administração e saiu mais cedo para contar a novidade ao marido e à filha. Mas ela não chegou em casa.

Subiu no ônibus 078 da empresa Metropolitana, que fazia a linha Barra de Jangada/Curado IV, em frente ao Shopping Guararapes. Por volta das 21h, dois homens, não identificados anunciaram o assalto. Ela se recusou a entregar a bolsa, de acordo com a polícia. Foi baleada no ouvido esquerdo. Segundo o motorista do ônibus, que teve o nome preservado, após o disparo, um dos suspeitos disse "desce que eu matei a mulher". Até o momento, ninguém foi preso. 

Durante o enterro, o pai, que faz trabalhos comunitários no Curado I, onde a família mora, recebeu a solidariedade de amigos e até mesmo políticos. O ex-prefeito do Recife e deputado federal João Paulo (PT) e o ex-vereador e petista Múcio Magalhães estiveram no cemitério. 

Esta matéria tem: (2) comentários

Autor: Almir Pinto
"Hoje foi a minha filha, amanhã podem ser tantos outros. Essa violência tem que acabar", disse o pai da vítima, Antônio Rodrigues Silva. - Que sejam como badaladas de sinos "constantes" este desabafo, nas audições de nossos POLITICOS!!! Para que entendam DEFINITIVAMENTE o nosso CLAMOR... | Denuncie |

Autor: joão nunes
É com grande pesar, que vejo mais uma família chorando a morte de hum filho, tenho certeza que entre os maginais estar hum menor. E os deputados federais nada fazem para mudar o cod. penal diminuir a idade destes maginais chamado menor. EM 2014 ou baixa a idade p/ 14 anos ou não voltem em NIGUEM. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »