inclusão Prefeitura realiza o primeiro 'Chá Trans' em Caruaru O encontro teve o intuito de promover o resgate da cidadania, inclusão social

Publicado em: 14/05/2018 21:58 Atualizado em: 14/05/2018 22:03

Foto: Jorge Farias/Divulgação
Foto: Jorge Farias/Divulgação
A prefeitura de Caruaru promoveu, junto com a Associação de Travestis e Transexuais da cidade (ATRACA), o primeiro Chá Trans no município. O encontro aconteceu, nesta segunda-feira (14), com o intuito de promover o resgate da cidadania, inclusão social e orientar quanto ao enfrentamento da violência cometida pela sociedade contra essa população específica. 

O evento é o primeiro da série de atividades programadas para o projeto "Dez Dias de Ativismo", promovido pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos. "O nosso interesse, após a realização dessa primeira experiência do Chá, é, para que façamos os próximos com o intuito de criar pautas e políticas de acordo com os relatos ouvidos nesses encontros. Sabe-se que o segmento de pessoas trans é muito vulnerável diante de vários aspectos sociais, como a evasão escolar por motivo de bulling, e o direito ao uso do nome social, que nem sempre é respeitado. Queremos dar notoriedade no que se diz respeito à essa identidade, trazer um pouco mais de dignidade para essas mulheres". Pontuou a coordenadora de Políticas para Mulheres Trans da SPM, Stephane Fechine.

Também foram abordadas pautas pertinentes aos avanços da categoria, e divulgar as ações de interesse dessa parcela da população caruaruense, como o processo de retificação do prenome, que passará a ser realizado em breve no próprio cartório, sem necessidade de processo judicial, e falar do trabalho realizado pela secretaria para garantir os direitos dessas pessoas.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.