• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Chuvas Sistema de abastecimento de Porto de Galinhas opera com 'bomba anfíbia' Novo equipamento permitirá que abastecimento seja mantido mesmo quando houver inundações provocadas pelo alto nível do Rio Arimbi

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 07/08/2017 21:24 Atualizado em:

A Compesa ainda irá instalar um segundo conjunto de bombeamento, que também funcionará em condição submersa e servirá como equipamento reserva. Foto: Compesa/Divulgação (A Compesa ainda irá instalar um segundo conjunto de bombeamento, que também funcionará em condição submersa e servirá como equipamento reserva. Foto: Compesa/Divulgação)
A Compesa ainda irá instalar um segundo conjunto de bombeamento, que também funcionará em condição submersa e servirá como equipamento reserva. Foto: Compesa/Divulgação
O abastecimento de água nas praias de Porto de Galinhas, Muro Alto e Maracaípe vai passar por melhorias. A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) instalou a primeira bomba anfíbia na Estação Elevatória de Porto de Galinhas, o que permite a distribuição de água mesmo quando houver inundações promovadas pelo alto nível do Rio Arimbi. 

O período de cheias costuma ocorrer todo ano durante o inverno. Agora, o sistema opera com dois conjuntos de motorbomba - um convencional (centrífuga) e um anfíbio - fornecendo uma vazão de 43 litros de água por segundo. 

Apesar da nova bomba, o abastecimento na localidade ainda não foi regularizado por conta de um estouramento na adutora que transporta água até a Estação de Tratamento de Água de Porto de Galinhas. A Compesa ainda irá instalar um segundo conjunto de bombeamento, que também funcionará em condição submersa e servirá como equipamento reserva. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.