• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Violência Presos três suspeitos de estarem envolvidos em tiroteio que matou criança no Ibura Com eles, foram apreendidas duas armas de fogo calibre 38 e calibre 32, 28 munições, 1 kg de maconha prensada em barra e 28 papelotes da droga

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 04/08/2017 21:39 Atualizado em:

Com o trio, foram apreendidas duas armas de fogo calibre 38 e calibre 32, 28 munições, 1 kg de maconha prensada em barra e 28 papelotes da droga. Foto: Polícia Civil de Pernambuco/Divulgação (Com o trio, foram apreendidas duas armas de fogo calibre 38 e calibre 32, 28 munições, 1 kg de maconha prensada em barra e 28 papelotes da droga. Foto: Polícia Civil de Pernambuco/Divulgação)
Com o trio, foram apreendidas duas armas de fogo calibre 38 e calibre 32, 28 munições, 1 kg de maconha prensada em barra e 28 papelotes da droga. Foto: Polícia Civil de Pernambuco/Divulgação

Uma equipe do 19º Batalhão de Polícia Militar prendeu três suspeitos de estarem envolvidos no tiroteio que matou uma criança de apenas dois anos no Alto do Urubu, no Ibura, na Zona Sul do Recife, na tarde desta sexta-feira (4). A menina chegou a ser encaminhada para a UPA de Lagoa Encantada, mas não resistiu.

Após a tragédia, equipes do BPM continuram em diligências em prenderam Moisés Cabral da Silva, Felipe Lopes Prado e Edson Souza de Araújo, que já havia sido preso em 2016 pelo crime de roubo. Com eles, foram apreendidas duas armas de fogo calibre 38 e calibre 32, 28 munições, 1 kg de maconha prensada em barra e 28 papelotes da droga.

A ocorrência foi encaminhada ao delegado Paulo Furtado, que estava de plantão na Força-Tarefa de Combate a Homicídios, e fez os primeiros procedimentos no local do crime. As armas dos policiais envolvidos no tiroteio também foram apreendidas para realização de exames periciais. 

 

Após as primeiras diligências, o caso seguirá para o DHPP, e ficará sob a responsabilidade do delegado Francisco Océlio.  



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.