Santa Catarina Balneário Camboriú: os mil encantos da Dubai brasileira O município dispõe de ótima infraestrutura hoteleira, além de oferecer opções de passeios para todas as idades em qualquer época do ano

Por: Ana Paula Neiva - Diário de Pernambuco

Publicado em: 11/08/2018 19:05 Atualizado em: 16/08/2018 12:11

Vista da Ilha das Cabras, para a orla de Balneário Camboriú. Foto: Produtora Power
Vista da Ilha das Cabras, para a orla de Balneário Camboriú. Foto: Produtora Power

Quem chega de avião à Balneário Camboriú(BC), no litoral Norte de Santa Catarina, se depara com uma vista de encantos. Do céu já dar para ver o mar de águas cristalinas que se mistura a uma extensa área verde da Mata Atlântica. A cidade, localizada a 80 quilômetros de Florianópolis, capital do estado, tem nove praias preservadas. O município dispõe ainda de uma excelente estrutura hoteleira e gastronômica. Também fica pertinho do maior parque temático da América Latina, o Beto Carrero World. Com lazer para todas as idades, a cidade é eclética e oferece opções de passeios em qualquer estação do ano. A convite do Balneário Camboriú Convencion & Visitors Bureau, o Diario de Pernambuco esteve no final de julho conhecendo as potencialidades da região, chamada de Costa Verde & Mar.  

Balneário Camboriú (BC) tem apenas 54 anos de emancipação política. O município conta com uma população fixa de 135.688 habitantes, mas na alta temporada, ultrapassa a 4 milhões de pessoas, que se revezam entre os meses de dezembro e fevereiro. A cidade recebe visitantes de todo o Brasil e exterior, principalmente da Argentina. Não é à toa que é o destino mais procurado do país, segundo agências de viagens. BC dispõe de quase 20 mil leitos. 

Um lugar de contrastes, também é conhecida como a Dubai brasileira por possuir os edifícios mais altos do país em frente a área mais badalada, a Praia Central, localizada na Avenida Atlântica. O trecho de 6,8 quilômetros de extensão é onde tudo acontece. Muito frequentada por moradores e turistas, principalmente à noite, a praia tem ondas tranquilas e possui um calçadão movimentado com ciclovia e quiosques. 

Andar em Balneário Camboriú é fácil. Suas ruas do centro não possuem nomes, são batizadas por números. O que facilita a mobilidade de quem a visita pela primeira vez. Nessa área, também estão concentradas lojas, farmácias, supermercados, hotéis, bares, restaurantes e um shopping center. Em BC, o comércio abre as portas depois das 9h, uma vez que o sol nasce mais tarde, por volta 7h. A maioria das lojas funciona até as 21h. No período de alta, há pontos que esticam até a meia-noite. No Centro, o happy hour é no Passeio San Miguel, primeiro boulevard da cidade, com mais de cinco mil metros quadrados, que reúne gastronomia, arte e lazer. O espaço é bem charmoso e funciona desde 2013. 

Travessia para a Praia de Laranjeiras pode ser feita na embarcação do barco piratas. Foto: Jeff Severino/Cortesia
Travessia para a Praia de Laranjeiras pode ser feita na embarcação do barco piratas. Foto: Jeff Severino/Cortesia

Na Região Sul, estão seis praias que encantam os turistas: Laranjeiras, Taquaras, Estaleiro, Estaleirinho e Pinho. Esta última conhecida como a primeira praia de naturismo do país. Com paisagens quase intocáveis, o acesso pode ser feito por mar, partindo das marinas na Barra Sul ou ainda no barco Pirata, uma escuna de três andares com capacidade para 330 pessoas. A embarcação sai da Praia Central, passa pela Ilha das Cabras até chegar a Laranjeiras. Durante a viagem, integrantes da tripulação fantasiados de piratas fazem perfomances para entreter os passageiros. A ida para a região também pode ser pela Rodovia Interpraias, uma estrada panorâmica com cerca de 16 quilômetros. 

Parque Unipraias oferece poasseio no bondinho aéreo. Foto: Ana Paula Neiva/DP
Parque Unipraias oferece poasseio no bondinho aéreo. Foto: Ana Paula Neiva/DP

PARQUE UNIPRAIAS
Localizado na região, o Parque Unipraias oferece um passeio de bondinho aéreo da Praia Central até Laranjeiras. O bondinho sai da Estação Barra Sul e faz uma parada no meio da Mata Atlântica, no alto do morro da Aguarda. Nesse ponto, também é possível andar em um trenó pelas montanhas ou para quem tiver mais coragem, descer em uma tiroleza, a 240 metros de altura, até a Praia de Laranjeiras. Inaugurado em agosto de 1999, o Parque Unipraias possui 47 bondinhos áereos, com capacidade para até oito pessoas, que percorrem um total de 3.250 metros a uma velocidade média de 16 quilômetros por hora. O lugar não pode ficar fora do roteiro. Apesar das atrações radacais, oferece um passeio de trenzinho para crianças e idosos.

Praia de Laranjeiras oferece estrutura com bares e restaurantes para toda a família. Foto: Jeff Severino/Cortesia
Praia de Laranjeiras oferece estrutura com bares e restaurantes para toda a família. Foto: Jeff Severino/Cortesia

PRAIA DE LARANJEIRAS  E OUTRAS PRAIAS
Das seis praias da área Sul, a de Laranjeiras é a que possui melhor infraestrutura. Programação perfeita para crianças, adultos e idosos. Suas águas são calmas, execelente para banho e práticas de esportes naúticos. Lá, há vários restaurantes, que oferecem cardápio variado, em especial frutos do mar. A praia conta com um deck para atracação das embarcações. Partindo de Laranjeiras, a praia de Taquaras é quase deserta, excelente para o ecoturismo. A do Estaleiro, ficam as casas de veraneio e também é conhecida por ser boa para pesca de arremesso. Na outra ponta, na Barra Norte, estão localizadas as Praias do Canto e do Buraco. Também nessa área fica o Morro do Careca, que atrai praticantes de voo livre, oferecendo passeios radicais, além de uma vista incrível da cidade. 

Cristo Luz é ponto turistico obrigatório na cidade. Foto: Power Produtora
Cristo Luz é ponto turistico obrigatório na cidade. Foto: Power Produtora

CRISTO LUZ
Assim como o Rio de Janeiro, Balneário Camboriú também tem seu cristo. Uma estátua com 33 metros de altura, instalada no alto do morro de 155 metros. Inaugurado em outubro de 1997, o Complexo Turístico Cristo Luz é ponto obrigatório de passagem dos turistas. Da cima, é possível avistar a cidade e seus altos edifícios à beira mar. À noite, o monumento ganha uma iluminação especial italiana multicolorida, que traz cores alternadas para a roupa do cristo. São sete combinações de cores. Na mão esqurda, o Cristo segura o símbolo do sol, um facho de luz de 6,6 mil watts que gira em ângulo de 180 graus e atinge um raio de 15 quilômetros iluminando a cidade. A estátua foi idealizada pelo empresário Carlos da Rosa, que faleceu no ano passado. No local, existe um complexo turístico com mirantes, uma exposição permanente com a história da construção do monumento, uma gruta de Nossa Senhora Aparecida, além de bares e um restaurante panorâmico. 

ITAJAÍ
Vizinha a Balneário Camboriú está a cidade de Itajaí, tembém situada no litoral norte catarinense. Localizada em um ponto estratégico às margens da Foz do Rio Itajaí, o município possui um dos maiores portos do país e único pier turístico para navio de cruzeiros da região Sul. Com o segundo maior PIB do Estado, Itajaí integra um eixo de ligações com as principais rodovias e aeroportos do Brasil. Seu litoral também tem belas praias cercadas por morros cobertos pela Mata Atlântica. O passeio até lá é feito em um ônibus de dois andares da BC by Bus, que oferece uma visão panorâmica por não possuir janelas na parte superior. O circular sai do Parque Unipraias, na Barra Sul em Balneário Camboriú, e passa pelas praias dos Amores, Brava, Cabeçudas e de Atalaia. O roteiro inclui ida ao mercado de Itajaí e Igreja Matriz do Santíssimo Sacramento, monumento construído em 1955, que desde 2001 está tombada pelo patrimônio histórico, além de uma visita a fábrica artesanal de cervejas Itajahy.

Reserve pelo menos três horas para percorrer o Museu de Oceanografia Univali. Foto: Ana Paula Neiva/DP
Reserve pelo menos três horas para percorrer o Museu de Oceanografia Univali. Foto: Ana Paula Neiva/DP

MUSEU OCEANOGRÁFICO UNIVALI (MOVI)
É no litoral Norte de Santa Catarina que fica o Museu Oceanográfico Univali (Movi), às margens da BR-101, no Balneário de Piçarras, a 30 quilômetros de Balneário Camboriú. O Movi nasceu do sonho de um garoto gaúcho, de Caxias do Sul, que desde os cinco anos colecionava e catalogava bichos. Aos 12 anos, Jules Marcelo Rosa Soto já não tinha como guardar tanta coisa e foi obrigado pela madrinha, com quem morava, a separar os animais dos insetos. Foi então que resolveu doar seu acervo para o Museu de Ciências da PUC-SC. Aos 16 anos, Jules emancipou-se e fundou o então o museu, que está entre os quatro principais acervos de história natural do Brasil. Atualmente, cerca de 1,5 mil peças em exposição. Mas seu acervo total chega a 200 mil exemplares. Em 1992, a Univali criou o curso de Oceanografia e trouxe o museu para o campus de Piçarras. Nele, encontra-se o maior animal conservado do mundo: um tubarão baleia de nove metros. Entre as atrações está o Peixe-palhaço, do filme Procurando Nemo. Somente seu acervo biológico está avaliado em R$ 30 milhões. O museu fica aberto de domingo a domingo. Entre agosto e novembro, recebe mais excursões pedagógicas. A entrada custa R$ 30, e meia, R$ 15.

Nova atração traz réplicas dos carrinhos Hot Wells. Foto: Divulgação/Parque Beto Carrero World
Nova atração traz réplicas dos carrinhos Hot Wells. Foto: Divulgação/Parque Beto Carrero World

Parque Beto Carrero World com nova atração
Desde 1991, o Parque Beto Carrero World funciona no Balneário da Penha, em Santa Catarina. No ano passado, o complexo foi eleito o sétimo parque melhor do mundo e o maior da América Latina, segundo o Trip Advisor. O lugar atrai visitantes de todas idades com brinquedos, shows, um zoológico com mais de mil animais e passeios temáticos. Três montanhas-russas e uma torre de queda livre com mais de cem metros de altura estão entre as atrações radicais. No ano passado, 2,1 mil pessoas visitam o Beto Carrero World.

No mês passado, o parque lançou sua nova atração , o Hot Wheels Epic Show. Baseado no brinquedo campeão de vendas no mundo, Hot Wheels, o número traz a apresentação de 14 carros, seis motos e um caminhões que fazem manobras radicais numa área de 30 mil metros quadrados projetada exclusivamente para a corrida em escala real. Uma arquibancada com capacidade para até três mil expectadores foi montada diante da pista para que as pessoas assistam a corrida com segurança. O Hot Wheels Epic Show é também exibido em um telão de LED de alta definição com mais de 65 metros quadrados e conta com a participação de 38 pessoas.

O diretor executivo do Beto Carrero World, Rogério Siqueira, explicou que a equipe treina diariamente para a apresentação. "Buscamos tecnologias de grandes provas automobilísticas como a Fórmula 1 e Stock Car, os veículos foram especialmente fabricados para este tipo de show". O Beto Carrero World recebe visitantes de todas as regiões do Brasil e de muitos países da América do Sul, como Argentina, Chile, Uruguai e Paraguai.


O chame das praias e dos engenhos de farinha em Bombinhas
A cidade de Bombinhas é uma península que avança para o Oceano Atlântico. Composta de 39 praias, é localizada a 70 km de Florianópolis. Faz parte da Costa Verde & Mar. É muito procurada para a prática de caminhadas, trekkeing, surfe, mergulho, passeios de barco, e também de bicicleta. O município abriga ainda três unidades de conservação atrativos para a prática do ecoturismo: os parques naturais municipais da Galheta, do Morro do Macaco e o da Costeira de Zimbros. 

O nome da cidade é originado do som intenso produzido pelo bater das ondas na areia da praia, daí foi batizada de Bombinhas. É o sexto destino mais procurado por estrangeiros, segundo o Ministério do Trurismo, divulgado no ano passado. Entre dezembro e março, Bombinhas recebe cerca de 1,5 mihão de turistas. Nesse período, a cidade fica bastante agitada. Na baixa temporada, o lugar é bem aconchegante e entre os meses de maio e julho ocorre a pesca artesanal da tainha, um atrativo a mais para quem a visita. 

Engenho Miminho, que é tombado, fica no município de Bombinhas. Foto: Ana Paula Neiva/DP
Engenho Miminho, que é tombado, fica no município de Bombinhas. Foto: Ana Paula Neiva/DP

Bombinhas é o município de Santa Catarina com maior número de casas de farinhas com destaque para o Enhenho Miminho. O lugar preserva a cultura açoriana, contada em verso e prosa por dona Salete Pereira, 71 anos. Natural de Praia Grande, ela é a memória viva do ponto de cultura. O espaço pertenceu aos irmãos Vieira e ficava em frente à prefeitura. Em 2015, foi doado à Fundação de Cultura de Bombinhas e relocado para outra área. 

Com cerca de 200 anos de existência, sua sede mantém apetrechos e utensílios usados no engenho de farinha de mandioca, móveis e fotografias da família Vieira. A casa conserva boa parte da madeira e telhados de calhas originais de 1968. Durante a visita, as anfitriões preparam num original fogão a lenha, o tradicional beiju, feito com a massa de mandioca fresca. 

* A repórter viajou a convite do Balneário Camboriú Convencion & Visitors Bureau


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.