Ecossistema Pantanal é o destino ideal para conhecer em abril Região apresenta grande biodiversidade de espécies da fauna e flora. Mês marca o início da seca e o período de reprodução das aves

Por: Correio Braziliense

Publicado em: 05/04/2016 14:30 Atualizado em:

Parque Nacional do Pantanal Mato-Grossense abriga de tucanos, cervos e tuiuius a jacarés e capivaras. Foto: Raphael Milani/Flickr.
Parque Nacional do Pantanal Mato-Grossense abriga de tucanos, cervos e tuiuius a jacarés e capivaras. Foto: Raphael Milani/Flickr.
Patrimônio Mundial tombado pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) e a região com o ecossistema mais rico do Brasil, o Pantanal é o destino ideal para visitar no mês de abril por conta do início do período de seca - que se estende até setembro - e das vazantes dos rios. Graças ao clima, os quase 250 mil km² de extensão que englobam do  sul do Mato Grosso ao norte do Mato Grosso do Sul, o norte do Paraguai e o leste da Bolívia, são tomados por todos os tipos de fauna e flora.

Para quem quer um contato mais próximo com a fauna, pode aprovetiar a estiagem para conhecer parte dos 135 mil hectares do Parque Nacional do Pantanal Mato-Grossense. A reserva natural abriga de tucanos, cervos e tuiuius a jacarés e capivaras. Onças pintadas, ariranhas e lobos-guará também costumam aparecer pela região.

O período coincide com a época de acasalamento das aves, que usam da plumagem ainda mais bonita para conquistar um companheiro. Já que a água não é mais tão abundante, a maioria das árvores perdem as folhas e transformam a paisagem predominantemente verde em um cenário mais árido. Porem, é justamente durante a seca que os ipês rosa e amarelo abrem suas flores, transformando a planície pantonosa em um mar de cores.

De outubro a março, período marcado pelas cheias, os barcos de passeio e barcos-hotel tomam de conta dos rios e afluentes. Na maioria das vezes, os veículos passam dias procurando os melhores pontos para pescar. Dentre as 250 espécies encontradas na região estão o arisco dourado, cuja "captura" é proibida no estado do Mato Grosso e em Corumbá (MS), a piranha, o pintado, o jaú e o pacu. Antes de jogar a linha, é preciso acessar o site do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) e solicitar uma licença. Vale lembrar ainda que a prática é proibida em janeiro e fevereiro e em novembro e dezembro.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.