Programe-se O Carnaval vem aí: a folia pelo Brasil Confira a festa em diversas cidades do país, de Salvador e Porto Seguro, passando por São Paulo e Belo Horizonte

Por: Rafaela Pancery - Especial para o Correio - Correio Braziliense

Publicado em: 20/01/2016 11:35 Atualizado em: 18/01/2016 14:57

Se você decidir passar o carnaval fora de Pernambuco, confira a agenda de várias cidades onde o feriado é musical, colorido e cheio de graça. Falta menos de um mês, mas ainda dá para se programar e curtir a festa de Momo em grande estilo.

Rio de Janeiro
A Cidade Maravilhosa, cheia de encantos mil, tem carnaval de longa tradição, homologado como o maior do mundo pelo Livro dos Recordes, em 2004. Antes do início da festa, o Terreirão do Samba, próximo ao Sambódromo, tem eventos diários, com direito a pagode e samba de roda. Depois da abertura oficial, assistir aos desfiles das escolas de samba na avenida Marquês de Sapucaí é programa obrigatório para entender por que o carnaval do Rio tem fama internacional. Os grupos especiais desfilam nos dias 7 e 8 de fevereiro. Prepare-se para se impressionar com os gigantescos carros alegóricos, a ginga das passistas, a tradição das alas das baianas e a beleza de cada uma das rainhas de bateria.

O show não para por aí. Os blocos de rua também são prestigiados. Mais antigo da cidade, o Cordão da Bola Preta desfila desde 1918 . “Quem não chora não mama/Segura, meu bem, a chupeta/ Lugar quente é na cama/ Ou então no Bola Preta” é a marchinha que levou, no último carnaval, cerca de 1 milhão de pessoas às ruas. O desfile do bloco começa na manhã do sábado de carnaval. Outras opções para se divertir são a Lapa - onde o espaço é da música experimental e o evento é gratuito - e o Baile Mágico no Hotel Copacabana Palace, o mais famoso do Rio, cheio de glamour e sofisticação.

Salvador
Foto: Tatiana Zeviche/Setur
Foto: Tatiana Zeviche/Setur

“Daqui não saio, daqui ninguém me tira” parece ser o lema de quem vai à capital da Bahia pular o carnaval. Foliões lotam a cidade e correm atrás dos trios elétricos, onde desfilam artistas famosos, como Ivete Sangalo e Daniela Mercury. Há três circuitos: o Dodô, que sai do Farol da Barra e vai até Ondina; o Osmar, que começa no Corredor da Vitória, passa pelo centro e vai até o Hotel da Bahia; e o da Batatinha, no centro histórico, onde há desfile de fantasias e charangas (bandas de música) que tocam marchinhas tradicionais. O Afródromo é exclusivo para blocos afros e afoxés e fica concentrado no Bairro do Comércio. Participe: compre um ingresso de camarote para assistir aos desfiles ou um abadá (fantasia personalizada) de um bloco para desfilar ao som da axé music. Outra alternativa é ficar nas arquibancadas da prefeitura ou na “pipoca”, fora das cordas dos blocos.

São Paulo
Foto: José Cordeiro/SPTuris
Foto: José Cordeiro/SPTuris

O carnaval paulistano é um dos maiores do Brasil. A folia é comandada pelo desfile de escolas de samba, como Vai-Vai, Mocidade Alegre e Rosas de Ouro, no Sambódromo do Anhembi. Os grupos especiais se apresentam nos dias 5 e 6 de fevereiro. A programação oficial será entre 5 e 10, mas o carnaval de rua começa em 29 de janeiro e vai até 14 de fevereiro. Os blocos cariocas Bangalafumenga e Sargento Pimenta (com marchinhas das canções dos Beatles) fazem sucesso. Kolombolo Diá Piratininga, Acadêmicos do Baixo Augusta e Unidos do Grande Mel enchem de música os cantos da cidade. Mais de 380 blocos desfilarão na terra da garoa. O pré-carnaval inclui a Pholia na Luz, que ocorre em 30 de janeiro entre a Estação da Luz e o Jardim da Luz.

Belo Horizonte
Foto: Prefeitura de Belo Horizonte/Divulgação
Foto: Prefeitura de Belo Horizonte/Divulgação

A cidade que divertiu mais de 1 milhão de pessoas com 289 atrações na festa de Momo de 2015 terá muitas novidades. O Camarote Belô é o destaque de 2016. O evento promete 40 horas de música com 25 artistas no palco — O Rappa, Móveis Coloniais de Acaju e Diogo Nogueira estão entre eles. As escolas de samba desfilam na Avenida Afonso Pena, mas os blocos de rua circulam em toda a cidade, com direito a concurso e premiação.  As festas pré-folia começam em 23 de janeiro. Bailes carnavalescos são diversão para quem gosta de um carnaval clássico. Shows gratuitos no centro agradam quem busca alternativas

Florianópolis
Foto: Petra Mafalda/PMF/Divulgação
Foto: Petra Mafalda/PMF/Divulgação

Em Floripa, a diversão começa cedo. Antes da abertura oficial, dance nos ensaios das escolas e dos blocos e nas festas de pré-carnaval. A Berbigão do Boca é uma delas e esquenta as ruas em 29 de janeiro. Quando a folia começa pra valer, os bairros são invadidos pelos blocos de rua. O desfile mais famoso é o do Bloco dos Sujos, onde os homens se vestem de mulher. As escolas de samba fazem seu espetáculo na Passarela Nego Quirido. União Ilha da Magia, Protegidos da Princesa, Unidos da Coloninha e Consulado do Samba são as mais conhecidas. A beira-mar costuma receber bandas e DJs com shows gratuitos.

Porto Seguro (BA)
Foto: Axé Moi/Divulgação
Foto: Axé Moi/Divulgação

Os apaixonados por axé music, praia e agito têm Porto Seguro como alternativa mais barata ao carnaval de Salvador. Este ano, a Passarela do Descobrimento receberá as bandas Parangolé, É o Tchan e o cantor Leo Santana para fazer a alegria do público durante sete dias — a prefeitura prepara uma megaestrutura de camarotes para o evento. Mais de 40 blocos de rua vão desfilar pela cidade ao som das tradicionais marchinhas. A partir de quinta-feira (10), a festa Carnaporto agita a praia de Taperapuan. O evento ocorre na Arena Axé Moi e leva ao palco artistas como Michel Teló, Cláudia Leitte, Tomate e Jammil. Para participar, é preciso adquirir o abadá de um bloco.

Ouro Preto (MG)
Foto: Blog Decolar/Reprodução
Foto: Blog Decolar/Reprodução

Por ter um clima cultural e cheio de história, o carnaval da cidade mineira é um dos mais procurados do país. Repúblicas estudantis organizam pacotes para todo o período, com acomodação, alimentação e bebidas. Se você pretende conhecer os pontos turísticos nesse período, esqueça: as ladeiras de pedra ficam tomadas pelos blocos. Bau da Xita, Bloco da Forca, Ourô Pirô e Bloco da Diretoria são alguns. O bloco Zé Pereira dos Lacaios, fundado em 1867, é o mais antigo do Brasil e anima a cidade com seus bonecos gigantes. Tomar banho no chuveiro? Nem pensar! Em Ouro Preto, o banho é de cerveja, no meio da multidão, e dura o dia inteiro. À noite, ocorrem shows na Praça Tiradentes e as famosas festas nas repúblicas. O desfile das escolas de samba é no mesmo local.

Comemoração milenar

O carnaval tem origem em festas consideradas pagãs na Antiguidade. Em Roma, as Saturnálias e as Lupercálias duravam vários dias, com fartura de comida, bebida e dança. A inversão de papéis sociais era comum nos eventos: durante dias, escravos viviam como senhores; e senhores, como escravos. Hoje, conservamos uma tradição parecida: vestir fantasias para ir às ruas e incorporar um personagem. Na antiga Babilônia, o costume de aproveitar ao máximo os dias anteriores à Quarta-feira de Cinzas estava presente nas Saceias. As comemorações permitiam que um prisioneiro assumisse a função de rei por algum tempo. O “benefício” incluía vestir-se como um monarca, fazer as mesmas refeições que ele e até mesmo dormir com suas esposas. O fim da temporada no palácio terminava com a morte do prisioneiro por chicotadas, enforcamento ou tortura.


Vai viajar?

Garanta o seu pacote para o carnaval:
https://www.bancorbras.com.br/
https://www.groupon.com.br/getaways
http://www.cvc.com.br/pacotes/index.aspx
https://www.expedia.com.br/pacotes-de-viagens
https://www.submarinoviagens.com.br


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.