Comissão de Constituição e Justiça Viagem de Onyx à Antártida não prejudica articulação política, diz Joice

Por: Rodolfo Costa - Correio Braziliense

Publicado em: 11/03/2019 15:54 Atualizado em:

Foto: Barbara Cabral/Esp. CB/D.A Press
Foto: Barbara Cabral/Esp. CB/D.A Press
A viagem à Antártida do ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, não atrapalha a articulação política. A líder do governo no Congresso, deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), saiu em defesa ao articulador político do governo e garantiu que o contato é mantido diuturnamente por meio de aplicativos de mensagem instantânea, como o WhatsApp.
 
O deslocamento de Onyx em missão de Estado em plena semana de instalação da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) foi mal visto no Congresso. Entretanto, Joice garante que nada muda. “Eu, Onyx e Santos Cruz (ministro-chefe da Secretaria de Governo) somos exatamente a mesma coisa neste momento. Somos o mesmo corpo e mesmo organismo. Estamos jogando juntos. Onde um está o outro está. O fato do ministro não estar aqui não significa que não esteja articulando”, declarou.  
 
A parlamentar ressaltou, ainda, que mantém conversas constantemente com Onyx e que toca as articulações segundo as orientações dele. A declaração da deputada foi dada na chegada ao Palácio do Planalto nesta segunda-feira (11/3), para cumprir agenda na Casa Civil. As orientações para a interlocução da reforma da Previdência permanecem segundo diretriz prevista pela articulação, garantiu Joice.

O deputado Felipe Francischini (PSL-PR) será o presidente da CCJ. Como o PSL é o maior partido do bloco vencedor das eleições da Câmara, a definição prevista era de que a presidência do colegiado ficasse com alguém da legenda. O acordo foi costurado entre Onyx, Joice, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e o líder do PSL na Casa, Delegado Waldir. “Está tudo organizado”, definiu Joice.

A líder do governo no Congresso mostra confiança nas articulações. Apesar de críticas de líderes partidários sobre a comunicação política, Joice demonstra otimismo com as interlocuções e assegura que o diálogo vai melhorar. “Nos dê duas semanas e tudo estará fluindo em céu de brigadeiro”, declarou.  



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.