Repercussão Rui Falcão: 'Pegaria muito mal proibir Lula de participar do velório do neto'

Publicado em: 02/03/2019 10:54 Atualizado em:

Falcão, que é ex-presidente nacional do PT, disse a jornalistas, antes de entrar no cemitério, que 'pegaria muito mal' se a Justiça proibisse o ex-presidente de participar do velório do neto de 7 anos. Foto: Luis Nova/Esp. CB/D.A Press
Falcão, que é ex-presidente nacional do PT, disse a jornalistas, antes de entrar no cemitério, que 'pegaria muito mal' se a Justiça proibisse o ex-presidente de participar do velório do neto de 7 anos. Foto: Luis Nova/Esp. CB/D.A Press
Falcão, que é ex-presidente nacional do PT, disse a jornalistas, antes de entrar no cemitério, que 'pegaria muito mal' se a Justiça proibisse o ex-presidente de participar do velório do neto de 7 anos

O deputado federal Rui Falcão (PT-SP) chegou nesta manhã de sábado, 2, ao cemitério Jardim da Colina, em São Bernardo do Campo (SP), onde ocorrerá às 12h a cremação de Arthur Araújo Lula da Silva, neto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Arthur tinha sete anos e morreu vítima de uma meningite meningocócica.

Falcão, que é ex-presidente nacional do PT, disse a jornalistas, antes de entrar no cemitério, que "pegaria muito mal" se a Justiça proibisse o ex-presidente de participar do velório do neto.

"É mais um drama, para um preso político, preso sem crime, preso sem culpa, e agora, antes de completar um ano de prisão, já perdeu sua esposa, perdeu o irmão, do qual não pode particular do velório, e agora acho que pegaria muito mal proibi-lo", disse.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.