Processo Justiça decreta sigilo sobre pedido de Lula para ir a velório de neto

Por: Estado de Minas

Publicado em: 01/03/2019 16:55 Atualizado em:

Foto: Mauro Pimentel/ AFP
Foto: Mauro Pimentel/ AFP
Horas depois de a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) protocolar na Justiça Federal do Paraná um pedido para que o petista compareça ao velório e enterro do neto Arthur Lula da Silva, de 7 anos, a Justiça decretou sigilo do processo.

Dessa forma, apenas as partes envolvidas terão acesso a qualquer informação do processo. Antes, pelo site da Justiça Federal, era possível acessar as fases, inclusive o resultado do julgamento. Agora, ao acessar o site, aparece uma mensagem dizendo que o número informado não está cadastrado no sistema. 

A assessoria de imprensa do órgão não informou quem pediu o sigilo no processo e nem se a ordem foi dada pela juíza Carolina Lebos, responsável por julgar o pedido.

Na petição apresentada pelos advogados de Lula, há o compromisso de não divulgar informações sobre o trajeto que será realizado até Santo André, onde será o enterro da criança. A petição não informou ainda o local e horário do velório.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.