STF determina soltura do prefeito Lula Cabral Após cinco habeas corpus negados pelo Superior Tribunal de Justiça, o político será liberado por determinação de Dias Tofolli

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 12/01/2019 18:01 Atualizado em:

O político está preso desde 19 outubro de 2018. Foto: Alepe/Divulgação
O político está preso desde 19 outubro de 2018. Foto: Alepe/Divulgação

O Supremo Tribunal Federal (STF) determinou, na tarde deste sábado (12), a soltura de Lula Cabral (PSB), prefeito do município Cabo de Santo Agostinho. A determinação foi do presidente do STF, Dias Tofolli, que ficou responsável pelo plantão do órgão superior.

O político está preso desde 19 outubro de 2018, após a Operação Abismo, da Polícia Federal, por suspeita de participar do desvio de R$ 92,5 milhões do Instituto de Previdência do Cabo (Caboprev) para um fundo de investimento composto por ativos de risco.

A decisão de Toffoli determina que a prisão preventiva do prefeito seja substituída por medidas cautelares, que posteriormente julgadas por Carmem Lúcia, ministra e atual relatora do processo. 

Os advogados de Lula Cabral já tiveram cinco pedidos de habeas corpus negados pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ). Atualmente, ele se encontra no Centro de Observação e Triagem Professor Everaldo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.