Posse Sob forte segurança, preparativos para a posse de Bolsonaro são finalizados. Veja o cronograma: A cerimônia começará por volta das 13h30 e tem previsão de encerramento às 20h

Por: Agência Brasil

Por: AE

Publicado em: 31/12/2018 18:01 Atualizado em: 31/12/2018 19:55

Cronograma da cerimônia da posse do presidente eleito Jair Bolsonaro. Foto: Arte/ DP
Cronograma da cerimônia da posse do presidente eleito Jair Bolsonaro. Foto: Arte/ DP
Está tudo pronto para a posse do presidente eleito, Jair Bolsonaro, nesta terça-feira (1º). Sob um forte esquema de segurança, a cerimônia começará por volta das 13h e tem previsão de encerramento às 20h.

Todos os detalhes foram checados e cronometrados. No último domingo (30), após o último ensaio realizado pela equipe de segurança responsável pela posse, o atual ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Sérgio Etchegoyen, disse que os preparativos para a cerimônia estão prontos e que não houve grandes alterações em relação ao previsto no primeiro ensaio.

"A festa está pronta, será segura e certamente vamos ter um dia primeiro para coroar o processo democrático que se iniciou lá atrás no primeiro turno [das eleições] no dia 7 de outubro", disse. O ministro também voltou a afirmar que são esperadas para a posse entre 250 a 500 mil pessoas.

Polícia Federal cumpre mandados em investigação sobre ameaça à posse de Bolsonaro
A Polícia Federal e a Polícia Civil do Distrito Federal cumprem nesta segunda-feira (31) mandados de busca e apreensão na investigação de um grupo autointitulado terrorista que fez ameaça ao presidente eleito Jair Bolsonaro e que reivindicou ter colocado uma bomba na noite do Natal na cidade de Brazlândia/DF - desarmada pela Policia Militar. São sete mandados de busca e apreensão no Distrito Federal, Goiás e São Paulo, um dia antes da posse de Jair Bolsonaro em Brasília.

Um grupo chamado Maldição Ancestral, em seu site, disse ter sido responsável pela confecção e colocação de um artefato explosivo na madrugada do Natal em Brazlândia. Na investigação sobre o caso, a Policia Civil alertou à PF que um texto do grupo falava sobre possibilidade de ataque na posse de Jair Bolsonaro, no dia primeiro de janeiro, razão pela qual o órgão passou a investigar o caso.

As investigações, sob segredo de justiça, apuram o crime de associação criminosa, além de outros ilícitos que possam a vir a ser identificados no decorrer das ações.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.