Desvios STJ nega, mais uma vez, pedido de relaxamento da prisão de Lula Cabral A autora do despacho foi a ministra Laurita Vaz

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 04/12/2018 20:32 Atualizado em: 04/12/2018 20:46

Foto: Julio Jacobina/DP/D.A Press
Foto: Julio Jacobina/DP/D.A Press

O Superior Tribunal de Justiça negou, nesta terça-feira, um pedido de relaxamento de prisão do prefeito do Cabo, Lula Cabral (PSB), um dia depois de o Ministério Público Federal pedir, em definitivo, o afastamento do gestor do cargo e apresentar denúncia formal ao TRF5. A relatora do despacho foi a ministra Laurita Vaz, que negou pedido feito pelos advogados de defesa do prefeito.


Na última segunda-feira, o MPF denunciou o prefeito por corrupção passiva e o acusou de ter recebido seis milhões, em dinheiro vivo, trazidos de São Paulo em uma aeronave particular no mês de novembro de 2017. O órgão federal quer transformar o gestor em réu e mais dez pessoas que participaram de um suposto esquema de desvio de recursos do Instituto de Previdência social do município – Caboprev.


O prefeito está sob custódia no Centro de Observação e Triagem Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, Região Metropolitana do Recife. Ele está preso desde o dia 19 de outubro, depois de ser investigado na chamada Operação Abismo, que estima um desvio total de R$ 92,5 milhões do Caboprev.


Veja como o esquema aconteceu, segundo o MPF

 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.