Servidores estaduais ainda não sabem quando receberão o 13º salário Em 2015, o benefício extra foi pago em duas parcelas, sendo a primeira em julho. Em 2016, as datas foram 30 de novembro e 20 de dezembro. Já este ano, a data não foi divulgada.

Por: Aline Moura - Diario de Pernambuco

Publicado em: 01/12/2018 06:00 Atualizado em: 30/11/2018 21:49

Tema foi levantado pelo líder da oposição, Silvio Costa Filho (PRTB). Crédito: Roberto Soares/Alepe
Tema foi levantado pelo líder da oposição, Silvio Costa Filho (PRTB). Crédito: Roberto Soares/Alepe
Depois de uma semana na qual a oposição estadual e a base do governo mediram forças em relação ao pacote fiscal aprovado na Assembleia Legislativa para reajustar impostos de vários produtos em mais 2%, como refrigerantes, joias e carros novos acima de R$ 50 mil, o líder da bancada oposicionista, Silvio Costa Filho (PRTB), fez um comparativo, ontem, entre Pernambuco, os 26 estados e o Distrito Federal no tocante ao pagamento do 13º salário dos servidores. Segundo ele, o governo estadual está entre os três do Brasil – incluindo Minas Gerais e Rio de Janeiro – que não deram previsão ao funcionalismo sobre a data do pagamento do 13º salário. Ele lembrou que, tradicionalmente, a primeira parcela é liberada até o dia 30 de novembro, o que não aconteceu. O benefício extra representa uma injeção de R$ 832 milhões na economia. Em 2015, o 13º foi pago em duas parcelas, sendo a primeira em julho. Em 2016, as datas foram 30 de novembro e 20 de dezembro. Em 2018, o pagamento foi feito de uma única vez, no dia Já este ano, a data não foi divulgada.

De acordo com Silvio Costa, a gestão de Paulo Câmara, que enfatiza o ajuste das contas públicas, criticou o fato de os servidores chegarem ao final do mês sem sinalização, o que, de acordo com ele, preocupa a bancada oposicionista. “O governador Paulo Câmara diz que Pernambuco está bem na área fiscal e financeira, o que não é verdade. Até agora, é um dos poucos estados do Brasil que não anunciou a data do pagamento do décimo terceiro salário dos servidores. Isso é reflexo da situação preocupante de Pernambuco. Enquanto efetuou o pagamento do benefício antes do prazo em 2015, quando pagou a primeira parcela em julho e a segunda em dezembro, 2016, pagando a primeira no dia 30 de novembro e a segunda em dezembro, além de parcela única em 2017. Este ano sequer deu previsão da data de pagamento”, reclamou, um dia depois a Prefeitura do Recife anunciar que pagará o 13º dos servidores municipais no dia 20 de dezembro, em parcela única. 

De acordo com o deputado estadual, os números mostram uma realidade diferente da que vem sendo apresentada pelo governo Paulo Câmara desde as eleições. Procurado pela reportagem, o executivo informou, por meio da assessoria, que a data limite para o pagamento do benefício extra é o no dia 20 de dezembro, não havendo, portanto, qualquer irregularidade. O governo não determinou o prazo. (A.M)


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.