transição 'Seria um belo encerramento do governo Temer', diz Guedes sobre Previdência O economista também elogiou medida tomadas no governo do emedebista, como a reforma trabalhista e a aprovação do teto de gastos

Por: Correio Braziliense

Publicado em: 06/11/2018 11:57 Atualizado em:

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
O futuro ministro da Economia do governo de Jair Bolsonaro, Paulo Guedes, afirmou, nesta terça-feira (6), que a aprovação da reforma da Previdência seria "um belo encerramento" para o governo de Michel Temer. O economista acompanhou o presidente eleito na sessão solene do Congresso Nacional, que comemorou os 30 anos da Constituição Federal. A cerimônia foi realizada no Plenário da Câmara dos Deputados. 

Sobre a articulação no Congresso, para começar a definir as prioridades para serem discutidas pelos parlamentares, Guedes afirmou que ainda deveria conversar com Bolsonaro. "A ideia é começar a trabalhar. Temos que trabalhar", disse. Segundo o economista, o Brasil está atrasado no debate sobre a reforma da Previdência, que, para ele, seria essencial para equilibrar as contas públicas. 

"Eu acho urgente a reforma da Previdência. Tinha defendido isso antes de ser convidado a integrar o governo. Há anos que eu falo sobre isso. Acho que estamos bastante atrasados. Então a reforma da Previdência é algo muito importante e acho que seria um belo encerramento do governo Temer", disse. 

Ainda ressaltando os feitios durante a gestão de Temer, Guedes destacou que, foi durante o governo dele, que a inflação caiu, a reforma trabalhista foi criada e o teto de gastos estipulado. "Fazer a reforma da Previdência seria bom. Em dois anos seria um governo interessante. Como economista eu sei que estamos bastante atrasados", afirmou.  


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.