Ministério Bolsonaro recua da fusão entre os ministérios da Agricultura e Meio Ambiente Candidato eleito afirmou que a ideia de coalizão foi discutida e provavelmente será modificada

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 01/11/2018 16:34 Atualizado em:

Foto: Arquivo / AFP
Foto: Arquivo / AFP

Em entrevista concedida nesta quinta-feira (1º), o candidato eleito, Jair Bolsonaro, afirmou que "pelo que tudo indica" os ministérios de Agricultura e Meio Ambiente continuarão afastados. O futuro presidente também disse que procurará alguém que não seja "xiita" ambiental para defender a pasta.

Bolsonaro afirmou que a ideia de coalizão, que está causando polêmica entre ambientalistas e recebeu críticas dos atuais ministros do Meio Ambiente, Edson Duarte, e da Agricultura, Bairo Maggi, foi discutida e provavelmente será modificada.

A unificação das pastas foi prometida já durante a campanha do capitão, mas - após acumular inúmeros julgamentos negativos, até mesmo dos últimos ministros do Meio Ambiente, como Marina Silva (Rede) - ele depois se declarou aberto a sugestões. 

O presidente da União Democrática Ruralista, Luiz Antônio Nabhan Garcia, havia dado um aceno ao recuo da decisão ainda na tarde da última quarta-feira (31), mas disse que esta é uma questão que apenas será resolvida "ao longo de muita conversa."



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.