novo ministro Em rede social, a ex-presidente Dilma Rousseff critica nomeação de Sérgio Moro No twitter, Dilma fala, por exemplo, que "de modo ilegal" o Juiz Moro autorizou a gravação e vazou conversa dela com Lula, "alimentando o processo de impeachment"

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 01/11/2018 15:50 Atualizado em: 01/11/2018 16:26

Foto: Reprodução / Twitter
Foto: Reprodução / Twitter

No Twitter, a ex-presidente Dilma Rousseff fez uma série de postagens criticando o "sim" de Sérgio Moro ao convite para assumir Superministério da Justiça. O juiz, que está à frente da operação Lava Jato, aceitou o pedido feito por Jair Bolsonaro nesta quinta-feira (1º).

Na rede social, a ex-presidente fez quatro publicações. Nelas, Dilma fala, por exemplo, que "de modo ilegal, contra a Constituição, como reconheceu o STF" o Juiz Moro autorizou a gravação e vazou conversa dela com Lula, "alimentando o processo de impeachment." Durante postagens, Dilma também afirma que Moro "condenou e determinou a prisão sem provas" do ex-presidente Lula. 

A série de tuítes que está no ar termina com "o rei está nu." Porém, Dilma chegou a fazer uma quinta publicação neste dia, escrevendo em caixa alta "o juiz está nu", mas apagou logo em seguida.  

Acompanhe na íntegra: 









 

A pasta que Moro assumirá vai somar as estruturas da Justiça, Segurança Pública (contando com a Polícia Federal), Transparência e Controladoria-Geral da União, além do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), que atualmente é ligado ao ministério da Fazenda.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.