parceria Confederação de seguradoras entrega 22 propostas para Bolsonaro CNSeg defende que o setor "deve ter papel destacado na formulação e execução de políticas públicas, no planejamento dos investimentos privados e nas ações governamentais que deverão ser realizadas"

Por: AE

Publicado em: 30/10/2018 16:09 Atualizado em:

Foto: Divulgação / CNseg
Foto: Divulgação / CNseg
A Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNSeg) divulgou comunicado sobre a eleição de Jair Bolsonaro para a Presidência da República. A entidade parabenizou o presidente eleito, e informa que entregou pessoalmente um total de 22 propostas.

"O mercado de seguros brasileiro ocupa a 46ª posição do ranking mundial no consumo por pessoa, em descompasso com a economia do País, a nona maior do planeta. O setor segurador é responsável pela formação de poupanças equivalentes a R$ 1,2 trilhão, sendo um dos maiores investidores institucionais do País. Há, portanto um cenário de muitas oportunidades e desafios para a inclusão social neste mercado", diz Marcio Coriolano, presidente da CNSeg na nota.

Por conta dessa importância, Coriolano defende que o setor "deve ter papel destacado na formulação e execução de políticas públicas, no planejamento dos investimentos privados e nas ações governamentais que deverão ser realizadas".


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.