Presidência Lorenzoni: nomes técnicos da transição de governo serão anunciados nesta semana Futuro ministro chefe da Casa Civil diz que o novo presidente vai acabar com o "toma lá dá cá" e com o loteamento de cargos e estatais por razões políticas e de coalizão

Por: AE

Publicado em: 29/10/2018 09:23 Atualizado em: 29/10/2018 09:33

Foto: Sérgio Lima/Poder360
Foto: Sérgio Lima/Poder360
O deputado federal e futuro ministro chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, afirmou em entrevista a rádios na manhã desta segunda-feira (29) que entre quarta e quinta-feira desta semana a equipe do presidente eleito Jair Bolsonaro vai anunciar "alguns nomes técnicos" para o governo de transição. "Vamos buscar melhores pessoas para formar nossa equipe", disse o deputado. 

Onyx disse que, na semana passada, conversou com o ministro Eliseu Padilha para obter as primeira informações. "Amanhã terei reunião com Bolsonaro e o economista Paulo Guedes e, na quarta-feira, com general Augusto Heleno que deve assumir o Ministério da Defesa", disse o deputado federal. 

Maioria no Congresso

Tanto na entrevista à Rádio CBN quanto à Rádio Eldorado, Onyx disse que o governo Bolsonaro vai acabar com o "toma lá dá cá" e com o loteamento de cargos e estatais por razões políticas e de coalizão. "Não vamos lotear cargos, queremos servir o País", disse. Não vai ter dar diretoria da Caixa; lá vai ter alguém preparado", disse o deputado, acrescentando que as nomeações acontecerão tendo como diretriz princípios e valores. 

"Vamos quebrar o toma lá dá cá e formar maioria de outra forma", disse Onyx. O futuro ministro chefe da Casa Civil afirmou que o governo terá maioria no Congresso. 

Sobre a declaração de Matteo Salvini, chefe da extrema-direita italiana e ministro do Interior de seu país, de que pedirá a extradição imediata de Cesare Battisti, Onyx respondeu que o governo Bolsonaro irá cumprir decisões legais. "Já temos homicidas demais no Brasil, ele tem de voltar pra Itália", afirmou.

fonte: Estadão Conteudo


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.