Campanha Armando Monteiro recebe reivindicações de artistas pernambucanos O grupo criticou o atual governo e pediu celeridade no pagamento dos cachês

Publicado em: 13/09/2018 15:43 Atualizado em: 13/09/2018 15:55

Armando Monteiro em encontro com artistas pernambucanos .Foto: Ricardo Labastier/divulgação
Armando Monteiro em encontro com artistas pernambucanos .Foto: Ricardo Labastier/divulgação

 

Em um encontro com o candidato ao governo do estado, Armando Monteiro (PTB), da coligação Pernambuco Vai Mudar, um grupo de artistas entregou ao petebista uma pauta com cinco reivindicações voltadas para a valorização da cultura local e para a desburocratização da contratação de apresentações, além do pagamento dos cachês com mais celeridade. “Fico indignado com a maneira que somos tratados. Temos orgulho do nosso frevo, do nosso forró, do nosso maracatu. Mas esse governo não valoriza o que temos de melhor”, reclamou o cantor e compositor Marrom Brasileiro.

“Esse governador propôs a extinção da Secretaria de Cultura. Uma pessoa que trata os artistas como ele trata não tem sensibilidade”, afirmou Alcymar Monteiro, que declarou apoio a Armando. Em nome do Coletivo Pernambuco, o cantor André Rio questionou o candidato sobre a nomeação dos gestores culturais no seu futuro governo. “O diálogo com os artistas é essencial, pois o perfil de um gestor na área da cultura deve ter interação com a categoria e sensibilidade para entender as demandas. A cultura pernambucana se expressa pela sua pluralidade”, respondeu Armando”.

 “A economia criativa gera muitos empregos. Ainda mais no caso de Pernambuco, onde temos essa identidade cultural forte e plural. Qualquer gestor tem que estabelecer um diálogo com os artistas”, complementou o petebista. O candidato também assumiu o compromisso de respeito ao artista e valorização da cultura pernambucana. O encontrou aconteceu na última quarta-feira (12), no comitê da coligação, em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife.

De acordo com a assessoria do candidato, a reunião serviu como o início do diálogo que Armando busca instituir com o setor de forma a reforçar a identidade cultural plural do povo pernambucano e, com isso, fortalecer a economia criativa.

Participaram da conversa Alcymar Monteiro, Cristina Amaral, Marcelo Melo (Quinteto Violado), Nena Queiroga, André Rio, Irah Caldeira, Sérgio Andrade (Banda de Pau e Corda), Nádia Maia, Marrom Brasileiro, Rogério Andrade, Luciano Magno, Nonô Germano e Ed Carlos, além de produtores como Afonso Oliveira e Rogério Robalinho. Os candidatos ao Senado, Mendonça Filho (DEM) e Bruno Araújo (PSDB) e a vice-governador, Fred Ferreira (PSC), também estiveram presentes.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.