eleições 2018 Haddad fala em três semanas para ganhar eleição e pede calma à militância Candidato cumpre agenda de campanha em Carapicuíba, cidade da Grande São Paulo

Por: AE

Publicado em: 13/09/2018 12:23 Atualizado em:

Foto: Nelson Almeida / AFP
Foto: Nelson Almeida / AFP
O candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, afirmou, na manhã desta quinta-feira (13), que os próximos dias serão determinantes para a campanha, mas que é necessário a militância ter "calma".

"Eles vão ficar nervosos nos próximos dias e a gente tem de ficar calmo. Nós temos de ter muita calma nos próximos 20 dias e dar a resposta que o Brasil quer", afirmou, durante ato de campanha em Carapicuíba, cidade da Grande São Paulo. "Nós temos três semanas para virar e ganhar a eleição."

O candidato, que foi oficializado como postulante do PT na terça-feira (11), citou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva mais de uma vez em sua fala. Ele repetiu o mantra "Lula é Haddad" e disse que o ex-presidente "nos escolheu a todos, a mim e a Manu (Manuela D'Ávila, candidata a vice), para representar o projeto dele".

De cima do carro de som em um caminhão, Manuela D'Ávila falou à militância que é preciso convencer os eleitores a não entregar o Brasil "a quem tem o ódio como arma política". "Nós somos o time de Lula", frisou.

Na agenda em Carapicuíba, Haddad e Manuela tinham a companhia dos candidatos ao Senado pelo PT, Eduardo Suplicy e Jilmar Tatto e de postulantes a deputados.

Em sua fala, Tatto ressaltou a necessidade de se votar em candidatos do PT para o Congresso para "evitar o golpe" que sofreu a ex-presidente Dilma Rousseff.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.