ELEIÇÕES 2018 Bonificação para profissionais A proposta é uma forma de valorizar os profissionais e aumentar a produtividade nessas áreas, beneficiando diretamente aqueles que lidam com pessoas

Por: Aline Moura - Diario de Pernambuco

Publicado em: 12/09/2018 08:35 Atualizado em:

Lóssio assinou um termo de compromisso com o Unicef em favor das crianças. Foto: Raquel Elblaus/Divulgação
Lóssio assinou um termo de compromisso com o Unicef em favor das crianças. Foto: Raquel Elblaus/Divulgação
O candidato ao governo pela Rede, Julio Lóssio, prometeu, ontem, criar um bônus de incentivo para professores que trabalham em sala de aula, policiais que estão nas ruas e agentes comunitários de saúde a partir de 2019. Segundo ele, a proposta é uma forma de valorizar os profissionais e aumentar a produtividade nessas áreas, beneficiando diretamente aqueles que lidam com pessoas. 

“No meu governo, o servidor público será valorizado”, ressaltou, lembrando que, em Petrolina, na época em que foi prefeito, criou uma gratificação de regência para educadores. “Eu sei como fazer”, destacou, ressaltando que o valor que o município investia em educação por aluno era de R$ 4 mil por ano, contra R$ 10 mil do Recife, e os estudantes do ensino fundamental do município sertanejo tinham desempenho melhor no Ideb. De acordo com ele, as fontes de recursos serão identificadas a partir de análise do orçamento. Lóssio disse que irá propor, por exemplo, que a parceria na saúde seja feita com agentes comunitários, para que eles atuem em cinco áreas específicas: pré-natal, hipertensão e diabetes, câncer de colo, câncer de mama e câncer de próstata. Ele frisou que, para esse segmento, o bônus será de um salário mínimo (R$ 998 em 2019), sendo pago, proporcionalmente, para cada uma das metas cumpridas. 

“Se eu conseguir economizar 5%, por exemplo, com o número de acidentes de motos - hoje o estado gasta cerca de R$ 1 bilhão cuidando de pessoas acidentadas -, vamos conseguir pagar esse bônus na saúde”, explicou, lembrando que o programa será realizado com a adesão das prefeituras, que cobrarão essas cinco iniciativas. “Nós já temos os agentes comunitários de saúde, sabemos onde eles estão e a área onde cada um deles atua. Fui prefeito durante oito anos, sei que temos capacidade de desenvolvê-lo”. 

Ainda ontem, Lóssio participou de reunião no Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e assinou termo de compromisso para o desenvolvimento de crianças e adolescentes. Ele lembrou ter realizado o maior programa de construção de creches do estado, quando foi prefeito de Petrolina.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.