ELEIÇÕES 2018 Mutirões para zerar fila de cirurgias na rede pública Maurício Rands apresentou a proposta ontem para uma plateia formada por agentes comunitários

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 12/09/2018 08:29 Atualizado em: 12/09/2018 08:34

Rands explicou no encontro, na Igreja da Soledade, que vai aproveitar a tecnologia. Foto: Keila Castro/Divulgação
Rands explicou no encontro, na Igreja da Soledade, que vai aproveitar a tecnologia. Foto: Keila Castro/Divulgação
A criação de mutirões com o objetivo de zerar a fila de cirurgias na rede pública de saúde e o enfrentamento às causas que levam à demora nos atendimentos são as estratégias defendidas pelo candidato ao governo do estado Maurício Rands (PROS) para resolver os problemas no setor. Essas foram algumas das propostas apresentadas durante plenária com agentes comunitários de saúde, realizada na noite de ontem na Igreja da Soledade.

 “Ninguém procura um médico por vontade própria. Quem procura sente dor, está com um problema ou tem sua saúde em risco e precisa ser tratado com dignidade”, destacou o candidato, afirmando que uma de suas ideias é utilizar a tecnologia. “Pernambuco possui empresas que se especializaram em sistemas e softwares de gestão para hospitais privados. Vamos usar esse conhecimento em nossas unidades de saúde”.

O candidato também reiterou a proposta de instalar o prontuário eletrônico, o que, segundo ele, deve melhorar em 20% a produtividade no setor da saúde. Caso seja eleito, Rands também promete dialogar com os profissionais do setor para contribuir com o novo modelo de atendimento proposto. A ideia do postulante é oferecer bonificação baseado em indicadores. “Se conseguirmos reduzir a incidência de arboviroses em uma determinada região, vamos compensar aqueles que contribuíram para isso”, garantiu Rands, que também defende piso salarial de R$ 2,9 mil para enfermeiros, 70% para técnicos de enfermagem e 50% para auxiliares.

No encontro, o ex-deputado federal também garantiu que todas as obras na área de saúde, em especial no interior do estado, serão concluídas. “Precisamos concluir o que começamos a construir, atender bem a população e acabar com a demora na prestação desse serviço essencial à dignidade da população”. Rands fez questão de ressaltar que seu relacionamento junto à categoria é antigo, já que foi autor da Proposta de Emenda Constitucional 51/2006, que instituiu a carreira de agentes comunitários de saúde e controle de endemias. 
 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.