Recuperação Bolsonaro é transferido de Juiz de Fora para hospital em São Paulo Candidato a presidente seguirá recuperação no Hospital Israelita Albert Einstein

Por: Estado de Minas

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 07/09/2018 10:23 Atualizado em: 07/09/2018 13:54

foto: Alexandre Guzanshe/EM/DA Press (foto: Alexandre Guzanshe/EM/DA Press)
foto: Alexandre Guzanshe/EM/DA Press
O candidato a presidente da República Jair Bolsonaro (PSL) teve transferência liberada para o Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, na manhã desta sexta-feira.

Em recuperação após ter sido esfaqueado nessa quinta-feira, ele deixou a Santa Casa de Juiz de Fora, na Zona da Mata, por volta das 8h20 em uma ambulância rumo ao Aeroporto Francisco Álvares de Assis, conhecido como Areoporto da Serrinha.
 
O hangar reservado para Bolsonaro decolou por volta das 9h. Instantes depois, um outro avião com familiares do presidenciável deixou o aeroporto. 
 
O quadro de saúde de Bolsonaro, que passou por cirurgia nessa quinta, é considerado estável. 
 
A liberação da transferência de hospital se deu após uma segunda avaliação da junta médica. O presidente da Santa Casa, Renato Loures, disse que o deputado foi transferido em condições "muito boas", lúcido e comunicativo para São Paulo. Segundo o médico, equipes dos hospitais Sírio Libanês e do Albert Einstein, avaliaram Bolsonaro durante a madrugada e junto com a equipe da Santa Casa decidiram que ele estaria em condições para transferência.

"Está melhor, está mais corado. O estado de saúde dele é estável. Está evoluindo muito bem. Os médicos, inclusive, fizeram vários elogios. Está tudo indo muito bem. A gente agradece a todo mundo que tem orado e rezado ou, de alguma maneira, mandado a sua energia positiva para cá. Tem surtido efeito”, disse o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho de Jair.
 
Inicialmente, os planos eram levar Bolsonaro ao Hospital Sírio-Libanês, na capital paulista. Depois, a família resolveu prosseguir o tratamento no Albert Einstein.

Atualização

Por volta das 10h40, o presidenciável chegou ao Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Bolsonaro será submetido a uma série de exames que devem durar cerca de 3 horas, segundo a assessoria do hospital. Só depois da avaliação médica, é que será definida a equipe que vai ficar responsável pelos cuidados com o presidenciável.

Ainda segundo o novo boletim médico, divulgado no ínicio desta tarde, o estado de saúde do candidato é grave, mas estável. Médicos do Einstein consideram que a transferência correu bem. Os principais riscos que serão monitorados são pneumonia, devido ao choque e a perda de sangue, e infecção, por causa do vazamento de massa fecal na cavidade abdominal). 

A previsão de internação é de sete a 10 dias. A retomada das atividades só deve ocorrer em 20 dias. 
 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.