Eleições Ciro Gomes reafirma 'confiança cega' em Carlos Lupi: "Terá a posição que quiser no Governo" Candidato do PDT disse desconhecer ações em que presidente do partido é réu no STF

Por: Correio Braziliense

Publicado em: 27/08/2018 22:39 Atualizado em:

"Se eu for eleito, o Carlos Lupi terá no Governo a posição que quiser", disse Ciro Gomes. Foto: Reprodução da Internet/TV Globo
"Se eu for eleito, o Carlos Lupi terá no Governo a posição que quiser", disse Ciro Gomes. Foto: Reprodução da Internet/TV Globo
O candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, disse que tem plena confiança no presidente do seu partido, Carlos Lupi, durante entrevista no Jornal Nacional, da Rede Globo, ontem à noite, e confirmou que poderia dar um cargo a ele em seu eventual governo. O presidenciável negou que Lupi seja réu, mas, na verdade, o dirigente do partido teve denúncia contra ele aceita pela denúncia na em ação civil de 2012 por improbidade administrativa na 6ª Vara de Brasília. Segundo o Ministério Público Federal, em 2009, o então ministro viajou em avião pago Centro de Estudos e Promoção Social (Cepros), entidade sem fins lucrativos, que teria convênios com o ministério que ele comandava.

Ciro iniciou os questionamentos corrigindo o apresentador Willian Bonner e dizendo que não pode confirmar a escolha de Lupi como ministro porque ainda não venceu a eleição. “Desculpe, eu não escolhi ninguém para ser ministro. Eu sequer fui eleito.” No entanto, o candidato assumiu que o ex-ministro do Trabalho segue tendo a promessa de poder ter o cargo que escolher caso Ciro seja eleito presidente. “Se eu for eleito, o Carlos Lupi terá no Governo a posição que quiser porque tenho convicção de que ele é um homem de bem”, afirmou.

O apresentador então confirmou que Lupi responde, entre outras, à ação por improbidade na 6ª Vara de Brasília. “A mim me surpreende. Na minha opinião, essas informações não estão assentadas. A informação que eu tenho é que ele não responde por nenhum procedimento. Réu, com certeza, ele não é. Então eu estou surpreendido neste momento. Eu me comprometo a adicionar qualquer correção necessária no meu site”, disse Ciro, que voltou a reafirmar sua confiança em Lupi.

“Eu não ofereci nada a ninguém. Espero muito humildemente ter o direito de servir ao Brasil como seu presidente, mas o Carlos Lupi tem a minha confiança cega. Absolutamente cega”, adicionou o candidato, comentando também as diferenças de alianças com outros políticos acusados de corrupção, a exemplo do presidente Michel Temer.

“Os valores que eu defendo são os mesmos. O presidente Michel Temer, que é uma desgraça ao nosso país, foi acusado pela Procuradoria Geral da República e o Supremo pediu autorização duas vezes para processá-lo. O presidente Michel Temer é uma pessoa acusada formalmente duas vezes pela PGR por corrupção. Não é o caso do Lupi, até este segundo em que eu lhe falo, definitivamente”, finalizou.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.