Veja o que João Paulo disse sobre o pedido de impugnação de sua candidatura Ex-prefeito do Recife falou por meio da assessoria jurídica. O prazo de defesa é de sete dias

Por: Aline Moura - Diario de Pernambuco

Publicado em: 23/08/2018 22:04 Atualizado em:

Veja o que a defesa do ex-prefeito João Paulo (PCdoB) apresentou ao saber sobre o pedido de impugnação de registro de sua candidatura feito nesta quinta-feira (23) pelo Ministério Público Eleitoral ao Tribunal Regional Eleitoral. João Paulo falou por meio de sua assessoria jurídica. O questionamento de seu registro foi feito no mesmo dia em que ele lançou a candidatura a deputado federal, no seu comitê, em Santo Amaro. O governador Paulo Câmara e o prefeito Geraldo Julio, adversário de João Paulo em 2016, participaram do ato político. Segundo o MPE, a contestação foi feita porque o Tribunal de Justiça de Pernamnbuco condenou a candidato pelo crime de dispensa ou inexigência de licitação fora das hipóteses previstas em lei.O prazo para a defesa é de sete dias.



“João Paulo é um político apto a disputar as eleições de 2018. Não existe condenação definitiva em 2ª instância, pois a ação penal que motiva o pedido de impugnação de candidatura encontra-se em discussão no próprio TJPE em sede de embargos infringentes já recebidos e em fase de processamento. Estamos certos que os referidos embargos serão acolhidos no TJPE, bem como que o pedido de impugnação de candidatura do MPE será rejeitado".

Francisco Queiroz Bezerra Cavalcanti OAB/PE 5087
João Adolfo Maciel Monteiro OAB/PE 35.598




Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.