Inaguração do comitê central Geraldo Julio diz que Lula foi o melhor presidente do Brasil Prefeito do Recife, coordenador da campanha do governador Paulo Câmara, também citou a pesquisa da Folha de São Paulo, na qual Pernambuco é apontado como um dos cinco estados do país que tem gestão eficiente.

Por: Aline Moura - Diario de Pernambuco

Publicado em: 19/08/2018 13:26 Atualizado em: 19/08/2018 14:22

No banner central do comitê, uma foto estampa a aliança entre Paulo Câmara, Humberto Costa, Jarbas e Luciana Santos. Humberto aparece na imagem ao lado de Lula enquanto Jarbas está ao lado de Luciana Santos. Crédito: Sávio Gabriel/DP
No banner central do comitê, uma foto estampa a aliança entre Paulo Câmara, Humberto Costa, Jarbas e Luciana Santos. Humberto aparece na imagem ao lado de Lula enquanto Jarbas está ao lado de Luciana Santos. Crédito: Sávio Gabriel/DP

Coordenador da campanha do governador Paulo Câmara (PSB), o prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB), fez uma defesa enfática, neste domingo (19), do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está preso em Curitiba (PRB), mas é candidato ao Palácio do Planalto. Na inauguração do comitê central da Frente Popular, no bairro do Parnamirim, Zona Norte do Recife, o prefeito fez elogios ao ex-presidente, que já declarou apoio à reeleição de Paulo Câmara e tem alta popularidade no estado. “É preciso compromisso para tirar de Brasília aqueles que só fazem atacar o povo", frisou. "Vamos colocar em Brasília o homem que foi o melhor presidente. Aquele que deu emprego, renda, que deu oportunidades às pessoas”, afirmou o socialista, que deu uma guinada no discurso desse ano em relação ao de 2014. Há quatro anos, o prefeito disse que a então presidente Dilma Rousseff e Lula estavam vendo a eleição presidencial como um ato de "vingança" e estavam "com raiva do povo".

O prefeito assumiu a linha de frente nas críticas aos adversários do governador, ressaltando uma pesquisa divulgada hoje pela Folha de São Paulo, na qual Pernambuco é apontado como um dos cinco estados do país que tem gestão eficiente.

Geraldo Julio voltou a se referir ao palanque comandado por Armando Monteiro Neto como “a turma de Temer”, por ter dois ex-ministros do presidente como candidato ao Senado, Bruno Araújo (PSDB) e Mendonça Filho (DEM). “Eu quero ver a turma do gosto ruim, a turma de Temer discutir gestão e falar de eficiência com Paulo Câmara”, ironizou Geraldo Julio, para depois acrescentar. “Nunca vi uma campanha tão truculenta, violenta, agressiva e mentirosa. Não vamos nos render a isso. Vamos continuar com propostas e conversando com pernambucanos”, disse o prefeito.

Depois de criticar os candidatos ao Senado de Armando e também lembrar que eles foram ministros de Michel Temer, o senador Humberto Costa justificou a aliança com Jarbas Vasconcelos (MDB), com quem faz dobradinha para o Senado. “Jarbas e eu temos historicamente muitos pontos de divergências. Mas em, nome de Pernambuco, em nome da unidade para fazer o estado avançar, estamos juntos”, declarou o petista.

"Já estivemos em lados opostos, mas nos juntamos em torno de uma causa nobre, que é elevar o nome de Pernambuco. Divergências sim, mas nunca deixamos de nos respeitar”, ressaltou Jarbas, que já teve Mendonça Filho como vice-governador por oito anos. Em seu discurso, Paulo Câmara disse que comitê só fica lotado duas vezes:  “no dia da inauguração e no dia da vitória”.  “A Frente Popular de Pernambuco está novamente reunificada com a esquerda presente. Tivemos Pelópidas Silveira, Miguel Arraes, Eduardo Campos... e a frente segue em frente com Jarbas, Luciana e Humberto”, declarou.

O governador voltou a destacar que governou o estado em um momento de difícil crise econômica. “Pernambuco é um estado que faz mais com menos, mas não deixa de atender o povo”, disse, citando programas como o Ganhe o Mundo e as escolas técnicas.

Com informações de Sávio Gabriel



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.