Eleições Paulo se junta aos petistas "Lula na presidência e Paulo no governo do estado", diz Haddad, numa fala direcionada a Pernambuco

Por: Aline Moura - Diario de Pernambuco

Publicado em: 16/08/2018 08:27 Atualizado em: 16/08/2018 08:30

O governador Paulo Câmara (PSB) esteve em Brasília, nessa quarta, para prestigiar o registro da candidatura de Lula no TSE e lhe dar apoio político. Ele participou de um almoço com a cúpula nacional petista, onde estavam presentes os governadores Rui Costa (BA), Fernando Pimentel (MG) e Wellington Dias (PI), além do ex-governador Jaques Wagner e do ex-ministro Fernando Haddad, entre outras lideranças partidárias, a exemplo de Manuela D´Ávila e Gleisi Hoffmann. “Lula na presidência e Paulo no governo do estado”, diz Haddad, numa fala direcionada a Pernambuco. 

Paulo Câmara e outras lideranças posaram para uma foto com a estrela petista e fizeram o “L” de Lula. Ele foi à capital federal acompanhado de quase toda a chapa majoritária, exceto o deputado federal Jarbas Vasconcelos (MDB), que é candidato ao Senado e declarou voto a Geraldo Alckmin (PSDB). No evento, ao lado do socialista, estiveram a presidente nacional do PCdoB, Luciana Santos, e o senador Humberto Costa (PT), candidato à reeleição. Paulo fez o “L” ao lado de Haddad, um registro simbólico de que, em Pernambuco, é ele quem mais vai brigar para ser beneficiado pela popularidade de Lula.
 
No almoço, segundo fontes em reserva, pouco se conversou abertamente sobre o plano B, ou seja, a possibilidade de Haddad substituir Lula, caso o ex-presidente seja barrado pela Lei do Ficha Limpa. Mas o cenário é cada vez mais admitido nos bastidores e Haddad fala em nome de Lula. E fala, inclusive, para desconstruir o discurso da oposição, o de que o PSB também ajudou a levar Michel Temer ao poder ao apoiar o impeachment.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.