• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Opinião No Twitter, Janot questiona Raquel Dodge por seis meses sem novas delações Janot deixou o cargo de procurador-geral em setembro do ano passado. Seu mandato foi marcado pelo envio ao Congresso de duas denúncias contra o presidente Michel Temer

Por: AE

Publicado em: 12/03/2018 10:46 Atualizado em:


Janot deixou o cargo de procurador-geral em setembro do ano passado.  Foto: Twitter/Reprodução (Foto: Twitter/Reprodução)
Janot deixou o cargo de procurador-geral em setembro do ano passado. Foto: Twitter/Reprodução


O ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot questionou em sua conta no Twitter a atuação da sua sucessora e atual procuradora-geral da República, Raquel Dodge. Ao compartilhar uma nota publicada na coluna do jornalista Lauro Jardim, de O Globo, que afirma que, em seis meses de mandato, Raquel não fechou nenhuma nova delação premiada, o ex-procurador pergunta: "vai ser assim?"

Com o título de "Pisada no freio", a nota diz que, no período, apenas as antigas delações caminharam. "Delação não é com ela", conclui o jornalista.

Janot deixou o cargo de procurador-geral em setembro do ano passado. Seu mandato foi marcado pelo envio ao Congresso de duas denúncias contra o presidente Michel Temer, baseadas em delações do empresário Joesley Batista. Ambas foram rejeitadas e arquivadas pelos parlamentares. Raquel assumiu o posto depois de ter sido indicada por Temer, que teve de escolher entre os três candidatos mais votados por membros do Ministério Público Federal, a chamada lista tríplice.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.