• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Opinião Raimundo Carrero: A censura, em tempos democráticos, invade nossas almas Raimundo Carrero é escritor e jornalista

Publicado em: 27/11/2017 07:49 Atualizado em:

Fazia tempo que eu não me espantava tanto, nem mesmo com as notícias da completa decadência moral do Brasil: o deputado Ricardo Costa está apresentando projeto que proíbe o nu artístico nos chamados espaços públicos. Não é só censura, é obscurantismo puro e uma ofensa a toda sociedade que passaria a ser tratada como donzela desorientada. Sobretudo aos olhos deste senhor que deve se considerar protetor dos puros e virginais. Deve tomar banho de batina e chapéu.

O nu artístico no cinema, na pintura, na escultura, nos painéis, no outdoor, onde quer que seja, é imagem consagrada em todos os tempos. Quase se pode dizer que não há um só artista no mundo que não tenta experimentado o nu. E na Capela Sixtina, Miguel Ângelo carregou nas tintas, segundo ele, de acordo com o texto bíblico na interpretação dos movimentos humanos, de forma que se pode dizer: quem tem medo do nu não entra no Vaticano. Só um bobo, um absolutamente ingênuo, se espanta com o nu artístico.

E se não bastasse a estupidez particular do sr. Ricardo, que se diz deputado, ele quer envolver a Assembleia Legislativa solicitando a aprovação de projeto de lei para que os deputados se tornem cúmplices  dessa idiotice. Aliás, ele tem uma inusitada e rica ficha de idiotices que envolve, inclusive, deslealdade em campanhas eleitorais.

É claro que espero pelo equilíbrio dos deputados para que rejeitem este projeto tão espantoso e, de quebra, peço ao sr. Ricardo que ponha a mão na consciência e reveja, enfim,a posição tresloucada. Fico no meu canto desejando que a notícia e o projeto não passem de manifestação que se dissolve feito bola de sabão.

Estes arroubos  de censura veem se revelando no Brasil em tempos recentes, o que coloca em dúvida o próprio conceito de democracia. Caetano Veloso foi impedido de cantar, faz poucas semanas, por decisão de uma juíza que considerou  o local do show inseguro– um acampamento do MTST.  É preciso a defesa intransigente da democracia.

E, em São Paulo, a exposição de um homem nu gerou discórdias. Tudo iisso gera graves inquietações. Indecente e crimInosa é a corrupção e ela rala e rola solta nos céus do Brasil. Céus? Sim, os céus dos corruptos. Nós, pobres mortais, queimamos no fogo eterno.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.