• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
2018 perto Haddad toma café com cúpula do PT estadual e almoça com Paulo Câmara Ex-prefeito de São Paulo está no Recife desde a sexta-feira (11) passada. Ele veio participar de palestras e encontros políticos. O almoço com Paulo Câmara demorou cerca de duas horas.

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 12/08/2017 16:17 Atualizado em: 12/08/2017 17:10

Para Haddad, o PSB estava dividido entre apoiar ou não o governo Temer e precisa unificar o discurso. Foto: divulgação/assessoria
Para Haddad, o PSB estava dividido entre apoiar ou não o governo Temer e precisa unificar o discurso. Foto: divulgação/assessoria
 

O ex-prefeito de São Paulo e ex-ministro da Educação Fernando Haddad, reuniu-se, neste sábado (12), com a executiva estadual petista em um café da manhã no Recife Praia Hotel, na Zona Sul da cidade, e com o governador Paulo Câmara, sendo este último encontro realizado no Palácio das Princesas, com direito a aperitivo e cerveja gelada.

Pela manhã, a reunião com a cúpula petista contou com a presença de 11 dirigentes da legenda, como o ex-prefeito João Paulo, a deputada estadual Teresa Leitão e o vereador Jairo Brito. De acordo com Bruno Ribeiro, presidente do partido no estado, a reunião debateu a conjuntura atual do país e o quadro de Pernambuco. "Conversamos sobre o cenário nacional e sobre o que estamos vivendo hoje no país, principalmente depois da votação da denúncia contra o Temer", alinhou.

Segundo Ribeiro, o motivo para Haddad vir ao Recife foi a agenda de desfesa que ele está fazendo em várias universidades do país para o programa de campanha do PT no próximo ano. “Essa jornada é para mostrar uma melhor defesa de um projeto de país que já deu certo nos últimos anos com o governo do PT”.
Sobre Haddad ser um plano B para as eleições de 2018, caso o ex-presidente Lula seja condenado em segunda instância, Ribeiro é enfático “Lula é o nosso plano principal.”

À tarde, Haddad esteve reunido, em um almoço, com o governador Paulo Câmara, que é vice-presidente nacional do PSB. Essa visita faz parte de uma possível aproximação do ex-prefeito de São Paulo com uma ala dos socialistas que não está satisfeita com o atual projeto de país do governo Temer. Para Ribeiro, esse encontro é apenas cordial, mas que não se pode descartar um possível aceno em âmbito nacional para 2018. “É importante lembrar que, em Pernambuco, nós já reafirmamos a nossa oposição e devemos entrar com candidatura própria no ano que vem”, pontuou.

Paulo Câmara afirmou nesta última sexta-feira que uma reaproximação com o PT estadual era muito difícil, mas este já é o segundo encontro que ele marca com uma liderança petista - o outro foi com o ex-prefeito João Paulo. A conversa com Haddad foi tão descontraída que houve espaço para aparetivos e cerveja gelada. Curiosamente, Paulo e Haddad estavam vestidos de cor cinza.

Segundo o secretário de Administração do estado, Milton Coelho, a conversa entre Haddad e Paulo Câmara foi "muito fraternal". Participaram também do encontro ele, o secretário da Casa Civil, Antônio Figueira, e da primeira-dama, Ana Luiza. "Conversamos sobre a importância de as forças progressistas voltarem a conversar e trabalhar para garantir a consolidação da democracia no país e os avanços das políticas sociais", explicou.

 

Por Vitor Nascimento e Aline Moura

Especial/DP



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.