• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Redes sociais Após 'ovada', Doria participa de ação que distribui omelete a moradores de rua Em vídeo divulgado nas redes sociais, Doria diz que ovo não foi feito para jogar em ninguém, mas para alimentar

Por: AE

Publicado em: 11/08/2017 22:08 Atualizado em:

"Ovo não é feito pra jogar em ninguém, é feito para alimentar alguém", afirmou o prefeito, em vídeo divulgado nas redes sociais. Foto: Facebook/Reprodução ("Ovo não é feito pra jogar em ninguém, é feito para alimentar alguém", afirmou o prefeito, em vídeo divulgado nas redes sociais. Foto: Facebook/Reprodução)
"Ovo não é feito pra jogar em ninguém, é feito para alimentar alguém", afirmou o prefeito, em vídeo divulgado nas redes sociais. Foto: Facebook/Reprodução
O prefeito de São Paulo, João Doria, continua respondendo à "ovada" que levou em Salvador. Após dizer que jamais jogaria um ovo no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na terça-feira, ele participou de uma ação nesta sexta-feira, 11, distribuindo omeletes para moradores de rua.

"Ovo não é feito pra jogar em ninguém, é feito para alimentar alguém", afirmou o prefeito, em vídeo divulgado nas redes sociais. Segundo diz, os 10 mil ovos foram doados por uma empresa produtora em granja de ovos em Minas Gerais. 

A quantidade teria sido suficiente para distribuir 5,5 mil refeições de "ovo em forma de omelete, mexido ou estrelado", nas palavras do tucano, para pessoas em situação de rua, nas unidades de atendimento da Secretaria de Promoção e Assistência Social.

'Ovada'

Na segunda-feira, o prefeito foi para a capital baiana para receber da Câmara Municipal título de cidadão soteropolitano. No caminho para o evento, manifestantes atiraram ovos em Doria e no prefeito de Salvador, ACM Neto, que andavam lado a lado. Doria foi atingido por um ovo na cabeça. 

"Esse é o caminho do Lula, do PT, das esquerdas, que querem isso. A intransigência, a agressividade, a tentativa de amedrontar e intimidar. A mim, não intimidam, estou aqui pra receber o título e vou receber ao lado do prefeito de Salvador", disse o prefeito, em vídeo publicado nas redes sociais, após o ataque. O prefeito terminou o vídeo com uma provocação: "Vão para a Venezuela"


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.