• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Visita Em caravana pelo NE, Dilma defende cargo no Recife Depois de passar por João Pessoa e Salvador nos últimos dias, petista participa de dois atos hoje na capital pernambucana

Por: Maira Baracho - Diario de Pernambuco

Publicado em: 17/06/2016 09:14 Atualizado em: 17/06/2016 17:05

O discurso de Dilma será voltado ao protagonismo das mulheres e à defesa da democracia Foto: Reprodução/Facebook (O discurso de Dilma será voltado ao protagonismo das mulheres e à defesa da democracia Foto: Reprodução/Facebook
)
O discurso de Dilma será voltado ao protagonismo das mulheres e à defesa da democracia Foto: Reprodução/Facebook

Dilma Rousseff chegou na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) por volta das 13h30 desta sexta-feira. Ela foi recebida por professores, estudantes e movimentos sociais e, no encontro, a presidente afastada recebeu flores. Depois de discursar na universidade, a presidente afastada segue para o Pátio do Carmo, na região central da cidade.

O primeiro a discursar foi o reitor da UFPE, Anísio Brasileiro. Ele pediu a volta da presidente afastada. "Que a coragem que lhe marca nunca lhe falte, e seja sempre sua companheira", declarou o reitor. 

Logo depois das boas vindas de Anísio, Dilma Rousseff começou seu discurso ressaltando sobre a importância da educação e agradecendo o convite do reitor da UFPE. Ela afirmou que "agora tenho um novo cumprimento que é, meus queridos e minhas queridas, cumprir esse novo momento (conclusão do seu mandato)", falou a presidente afastada.

"Todo dia a gente se pergunta quem vai cair" declarou Dilma enquanto se referia ao governo provisório de Michel Temer. A presidente afastada ainda lamentou a extinção do ministério da Ciência e Tecnologia e voltou a reafirmar que o proceso de impeachment foi um golpe. "O golpe foi uma conspiração para barrar a Lava Jato e aplicar um programa de governo derrotado nas urnas", afirmou. 

Dilma Rousseff começou o discurso ressaltando sobre a importância da educação. Foto: Maira Baracho/DP.
Dilma Rousseff começou o discurso ressaltando sobre a importância da educação. Foto: Maira Baracho/DP.

A presidente eleita está otimista quanto a volta para o governo do país. "Quando eu voltar, nós vamos ter que construir o verdadeiro governo de salvação nacional. Porque um governo golpista nunca vai conseguir fazer um governo de salvação nacional", disse.

Quarenta e dois dias após sua última visita ao estado, ainda na condição de presidente titular, Dilma Rousseff (PT) desembarcou no Recife em avião fretado pela coordenação nacional da Frente Brasil Popular. Ela chegou ao estado por volta do meio-dia, encerrando a “caravana” que fez pelo Nordeste nesta semana - esteve ontem em Salvador e, quarta-feira, em João Pessoa. Assim como tem feito em outras capitais brasileiras, a petista deverá defender o seu retorno definitivo ao cargo e reforçar que está sendo vítima de um golpe. Além disso, o discurso de Dilma será voltado ao protagonismo das mulheres e à defesa da democracia.

A presidente afastada foi acolhida por professores, estudantes, técnicos e movimentos sociais. Foto: Reprodução/WhatsApp.
A presidente afastada foi acolhida por professores, estudantes, técnicos e movimentos sociais. Foto: Reprodução/WhatsApp.

Agenda
A presidente afastada participa de um encontro com docentes, técnicos e estudantes de instituições de pesquisa do estado. O evento, coordenado pelo Coletivo da Democracia, estava marcado para 13h no auditório do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA).

A outra agenda de Dilma será no Pátio do Carmo, na região central da capital pernambucana, onde ela discursará a partir das 17h. “O ato será coordenado pela Frente Brasil Popular, especificamente pelo coletivo das mulheres. O destaque que quisemos dar foi o protagonismo das mulheres em defesa da democracia”, comentou o presidente do PT em Pernambuco, Bruno Ribeiro.

“A expectativa é grande porque Pernambuco é um estado que tem um povo que não foge à luta nem vocação para golpista ou fascista”, comentou o presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT-PE), Carlos Veras.

CUSTOS
Devido às restrições aplicadas pelo presidente interino Michel Temer (PMDB), a vinda de Dilma ao estado será custeada integralmente pelas organizações que compõem a Frente Brasil Popular. “Todas as despesas, incluindo hotel e deslocamento, estão sendo custeadas pelas entidades. Estamos nos cotizando. Não há nada assumido pela presidência interina”, criticou Bruno Ribeiro, destacando uma equipe do peemedebista que está no Recife para fiscalizar se as condições mínimas de segurança estão sendo cumpridas. “Vieram dois coronéis, três majores e mais uma pessoa. Eles colocam uma série de exigências sob o pretexto da segurança. Se esse fosse o motivo real, ela estaria viajando de avião da FAB (…). Exigem um padrão de Presidência sem um orçamento de Presidência”, queixou-se.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.