• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Eleições de 2016 PSB autoriza candidatura de Antônio Campos em Olinda

Por: Tércio Amaral

Publicado em: 26/08/2015 10:14 Atualizado em: 26/08/2015 10:42

O advogado Antônio Campos, irmão do ex-governador Eduardo Campos, ganhou o aval do PSB para disputar a Prefeitura de Olinda. “Hoje, ele é o pré-candidato do partido”, disse o presidente estadual da sigla, Sileno Guedes. Nessa condição, o socialista tem conversando com lideranças locais e, em setembro, o PSB inicia a Agenda 40 para trabalhar o nome dele no município. As informações são da repórter Rosália Rangel, do Diario de Pernambuco.

A candidatura do irmão do ex-governador era vista com ressalvas dentro do partido em virtude da aliança histórica com o PCdoB, que pode lançar novamente a deputada federal Luciana Santos na disputa pelo comando do município. O PCdoB é um dos aliados do PSB na Prefeitura do Recife, no qual ocupa, com o comunista Luciano Siqueira, o posto de vice-prefeito. Com a consolidação da candidatura de Antônio Campos, que já é vista como bastante competitiva, a parceria entre os dois partidos pode ir para os ares.

Outro partido que também pode se incomodar com a candidatura de Antônio é o PMDB, que deseja ter um projeto próprio em Olinda. O deputado estadual Ricardo Costa e a filha da ex-prefeita Jacilda Urquiza, a secretária executiva do Prodetur, Izabel Urquiza, disputam dentro da legenda a indicação do partido. Na capital, o PMDB também flerta com a candidatura do deputado federal Jarbas Vasconcelos à Prefeitura do Recife, indicando um possível rompimento nas eleições do ano que vem com o prefeito Geraldo Julio (PSB). 

A importância da candidatura de Antônio Campos nas eleições do ano que vem é tema do comentário da jornalista Marisa Gibson na coluna Diario Político desta quarta-feira. “Dizem as más línguas que, no PSB, a candidatura de Tonca só entusiasma sua mãe Ana Arraes, filha do ex-governador Miguel Arraes, ex-deputada federal e ministra do Tribunal de Contas da União. Como se fosse pouco!”, diz a colunista. Para ler a coluna na íntegra basta clicar aqui.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.