• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
chapa partidária Esquenta clima no PMDB de Olinda por causa da sucessão municipal

Por: Cláudia Eloi - Diario de Pernambuco

Publicado em: 12/08/2015 20:27 Atualizado em:

O deputado estadual Ricardo Costa (PMDB) encaminhou uma denúncia ao diretório estadual do PMDB pedindo providências ao partido por supostas irregularidades no processo de sucessão partidária em Olinda. Segundo o parlamentar, a família Urquiza está infrigindo o estatuto do partido por não dá ampla divulgação sobre a eleição do novo diretório do PMDB olindense, marcado para acontecer neste sábado.

Único deputado estadual do PMDB em Olinda, líder da bancada na Assembleia Legislativa de Pernambuco e com direito a voz nas reuniões da executiva municipal, Costa afirma ter sido surpreendido ao ser excluído do processo de sucessão. O parlamentar argumenta que deveria ter sido ouvido na composição da chapa. “Fui ao diretório de Olinda e lá me foi negado o direito de tomar conhecimento dos integrantes da chapa. A não apresentação dos nomes levanta dúvidas sobre a lisura do referido processo”, criticou.

Na avaliação de Costa, o PMDB de Olinda está equivocadamente sendo tratado como propriedade familiar. A filha da ex-deputada Jacilda Urquiza (PMDB), Izabel Urquiza, está com o nome cotado para disputar a Prefeitura do município na eleição do próximo ano. “Estou comunicando à direção nacional a ilegalidade que está sendo praticada. É preciso fiscalizar. Não se pode fazer uma chapa secreta. Quais as razões para estar escondida e guardada a sete chaves? Quais as razões para realizar uma reunião secreta, se é que de fato ela ocorreu?”, questinou o peemdebista.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.