• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Polêmica Jean Wyllys diz que minissérie Sexo e as Negas denuncia o racismo no Brasil

Publicado em: 18/11/2014 10:31 Atualizado em: 18/11/2014 11:34

O ex-BBB e deputado federal do Rio de Janeiro Jean Wyllys (PSOL) saiu em defesa da série global “Sexo e as Negas”, da Rede Globo, de autoria de Miguel Falabella. O parlamentar, ao contrário de algumas lideranças de seu partido, não acredita que a produção seja racista e sexista.

“O Miguel Falabella, nessa série, denuncia o racismo”, diz o deputado, em vídeo divulgado. O programa, no entanto, foi alvo de denúncias por racismo à Secretaria de Políticas para Mulher da Presidência e desde então é alvo de críticas por movimentos de mulheres e negros.

Jornalista por formação, Jean chegou a participar do programa Big Brother Brasil (BBB), da mesma emissora em que a série é produzida. Ele destacou que a teledramaturgia tem uma “função política” e que as pessoas foram “pouco generosas” com o diretor global.

 

“Miguel Falabella é um cara que está longe, muito longe mesmo, de ser um racista”, defende. Sobre seu atraso em defender a série, Jean justificou que não poderia se envolver na polêmica porque estava em plena campanha política e não teria tempo para expor seus argumentos.

A defesa do ex-deputado e ex-colega de emissora de Miguel Falabella, porém, não foi bem recebida por alguns correligionários. Alguns militantes do PSOL pedem uma retratação pública do parlamentar e pretendem levar o caso às instâncias formais do partido.

“A postura do Jean inviabiliza todo o debate histórico das mulheres negras do partido. Ele é um deputado que tem projetos importantes, é um aliado, mas nesse caso era melhor ter ficado calado. Os parlamentares precisam lembrar do protagonismo dos movimentos”, criticou Luka Franca ao Poder Online (iG), militante do PSOL de São Paulo.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.