• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Eleições » Campanha "Vote Limpo" é lançada no Recife

João Vitor Pascoal - Diario de Pernambuco

Publicação: 05/09/2014 14:08 Atualização: 05/09/2014 15:59

Dom Fernando Saburido, Padre Pedro Rubens, reitor da Unicap, e Pedro Henrique Alves, da OAB, participam do plebiscito pela reforma política. Foto: Julio Jacobina/DP/D.A Press
Dom Fernando Saburido, Padre Pedro Rubens, reitor da Unicap, e Pedro Henrique Alves, da OAB, participam do plebiscito pela reforma política. Foto: Julio Jacobina/DP/D.A Press

O Comitê de Combate à Corrupção Eleitoral lançou nesta sexta-feira (5) a campanha Vote Limpo, que tem o objetivo de conscientizar o eleitor sobre a importância do voto, coibir práticas ilícitas relacionadas a ele e incentivar a participação da população no cenário político nacional. O Comitê, composto pela Ordem dos Advogados do Brasil em Pernambuco (OAB-PE), Arquidiocese de Olinda e Recife e a Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), realiza a campanha pela terceira vez, e conta com comerciais no rádio, televisão e outdoors para difundir a iniciativa entre os eleitores. Além disso, uma cartilha, que explica de forma ditática todo o processo eleitoral, será distribuída para a população.

De acordo com o coordenador da campanha, Bruno Baptista (OAB-PE), o objetivo é ampliar a ação da "Vote Limpo", em comparação às outras edições, dando mais destaque para seu aspecto pedagógico. Ele considera que a campanha deve atingir as pessoas que, por suas condições sociais, estão mais suscetíveis ao assédio por compra de votos. "Queremos atingir o eleitor dos lugares que o poder público geralmente não chega. O eleitor que vende o voto geralmente está nas periferias, no interior", enfatiza.

Bruno considera fundamental que a eleição não seja encarada como uma simples obrigação, e que os eleitores pesquisem e refitam antes de escolher em quem votar. "Vamos tentar passar uma mensagem para o eleitor da importância do voto dele, como é importante você votar com consciência, escolher seus candidatos de acordo com as propostas que ele tem, de acordo com a história que ele possui e não vender o seu voto, trocar, seja por emprego, seja por dinheiro".

Apesar de acontecer em um período eleitoral, a campanha visa extender a ação política para o cotidiano dos cidadãos mesmo depois das eleições. Para o presidente da OAB-PE Pedro Henrique Alves, a população deve compreender que o voto é apenas o primeiro passo de seu papel na política. "Vamos criar esse link na consciência no cidadão para que ele deixe de esquecer no dia seguinte em quem votou, e ao contrário, passe a acompanhar o resultado do mandato de quem ele votou, acompanhar o seu deputado, senador, governador e suas práticas", apontou. "Para aprimorar a democracia temos que ensinar o nosso povo a entender a política a participar do processo político de forma mais ativa". 

Para aumentar o alcance do movimento, o papel da Arquidiocese de Olinda e Recife é fundamental. De acordo com o arcebispo Dom Fernando Saburido, a campanha será divulgada em paroquias em todo o estado. "Temos nas igrejas as pastorais sociais, através desse trabalho, é mais fácil chegar às pessoas, conscientizá-los. Contamos não apenas com os padres, mas também com as pessoas que estão envolvidas nesses trabalhos sociais", afirmou Dom Fernando.

O arcebispo considera primordial que as pessoas estejam "cientes de seu potencial" e de sua força para modificar a política no país. "Quando o povo está ciente, unido, solidário, tem uma força muito grande. Como vimos no ano passado por ocasião daqueles movimentos, como repercutiu. Uma sociedade organizada, ela consegue passos significativos", destacou.

Reforma Política

Durante o lançamento, os representantes das entidades votaram no plebiscito constituinte, iniciativa popular, que conta com o suporte da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Foi destacada a importância e necessidade de uma reforma política no Brasil. A principal proposta é a eleição de uma Assembleia Constituinte que terá poder soberano para executar mudanças no sistema político brasileiro. As principais se referem ao financiamento de campanhas e uma composição mais condizente do congresso na comparação com a população. A arrecadação de votos segue até o domingo (7). É possível votar em urnas distribuídas em paróquias em Olinda e Recife, e em outras localidades como o Núcleo de Práticas Jurídicas da Unicap. Pela internet, é possível participar pelo site www.plebiscitoconstituinte.org.br.

Denúncias

Quem quiser denunciar práticas ilegais cometidas por candidatos pode procurar as ouvidorias da OAB-PE e do TRE-PE, além do Núcleo de Práticas Jurídicas da Unicap.

OAB-PE - 3424 1012 ou ouvidoria@oabpe.org.br
TRE-PE - 4009 9200 ou tre-pe.gov.br

Núcleo de Práticas Jurídicas da Unicap - 2119 4157

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.