• (1) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Comício em Brasília Teimosa » Lula: "qual o país do mundo que está melhor que o Brasil?" O ex-presidente foi ácido ao mencionar a política econômica pretendida pelo presidenciável tucano, Aécio Neves

Cláudia Ferreira - Esp. para o Diario de Pernambuco

Publicação: 04/09/2014 22:39 Atualização: 04/09/2014 23:19

Foto: Ichiro Guerra/ Divulgação
Foto: Ichiro Guerra/ Divulgação
Após receber muitas homenagens da militância assim que foi anunciado pelo apresentador do comício em Brasília Teimosa, o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva (PT) falou da crise mundial e rebateu as críticas feitas ao baixo crescimento econômico brasileiro na gestão da presidente Dilma Rousseff (PT). “Na milionária Europa, 62 milhões de postos de trabalho foram fechados desde 2008, nesse mesmo período o Brasil criou 11 milhões de empregos com carteira assinada", destacou.

“Com esta crise, que é a maior desde 1929, qual o país do mundo que tá melhor que o Brasil?”, questionou Lula, que ironizou o presidenciável Aécio Neves (PSDB) e seu discurso sobre política econômica. “Eu não vou dizer quem é para não fazer propaganda da concorrência, mas tem candidato aí pregando que vai governar a economia com ‘previsibilidade’, mas ele já está fora da disputa para presidente e não previu isso”, afirmou, para o delírio do público presente. Lula ainda garantiu que “ninguém deseja mais diminuir a inflação que Dilma”.

O ex-presidente destacou a necessidade de eleger muitos deputados federais e estaduais da coligação. "Armando Monteiro precisa ser eleito governador concomitantemente com muitos deputados estaduais, para ajudá-lo a concretizar seus projetos. Assim como devemos eleger muitos deputados federais, para Dilma ter governabilidade”, esclareceu ao público presente.

Esta matéria tem: (1) comentários

Autor: Márcio Silva
É um Martir. | Denuncie |

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.