• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Eleições » Adversários "batem" em Marina no guia de TV Na propaganda eleitoral de ontem Dilma e Aécio aumentaram o tom contra a adversária socialista, que vem crescendo nas pesquisas

Diario de Pernambuco

Publicação: 03/09/2014 09:29 Atualização:

Um dia antes de serem divulgadas as pesquisas de intenção de voto do Ibope e Datafolha sobre o cenário nacional, o programa eleitoral de ontem na TV subiu o tom das críticas à candidata do PSB, Marina Silva. A propaganda de Dilma Rousseff (PT) citou o impeachment do ex-presidente Fernando Collor, sugerindo o que pode acontecer quando se elegem “salvadores da pátria”, além do também ex-presidente Jânio Quadros. Aécio Neves (PSDB) foi mais sutil, mas indicou que a socialista representa uma mudança arriscada por conta da falta de experiência. Marina não foi poupada nem pelos “nanicos” Luciana Genro (PSol), Zé Maria (PSTU) e Levy Fidelix (PRTB).

O programa de Dilma falou sobre governabilidade. A campanha da petista criticou o discurso da adversária sobre a “nova forma de fazer política” e questionou como a socialista, caso eleita, conquistaria apoio dos parlamentares para aprovar projetos.

Aécio Neves manteve-se na estratégia de evitar críticas diretas a Marina, mas ao mesmo tempo se colocar como alternativa segura ao governo do PT. O tucano mencionou que Marina e ele representam a mudança que a população deseja. “Respeito a Marina, mas a gente já viu que para mudar tudo que está errado é preciso uma equipe sólida, ideias testadas e força política”.

O programa de Marina Silva, por sua vez, voltou a reforçar a mensagem central de renovação política. “A nova maneira de fazer política não começa depois das eleições, começa agora”, disse a candidata na abertura de sua fala no programa. Em resposta aos crescentes ataques de adversários, Marina disse defender uma “atitude ética, sem ataques desqualificados”.

O tom contra Marina também subiu no Senado, onde o líder do PT, Humberto Costa, disse, em discurso crítico, que a candidata do PSB era “FHC de saia”.

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.