• (0) Comentários
  • Votação:
  • Compartilhe:

Desmentindo boatos » Aécio acusa Marina de plagiar programa de Fernando Henrique Cardoso Presidenciável tucano afirma que lutará "até o último instante". Dilma faz campanha ao lado de Lula e volta a artilharia contra adversária do PSB

Isabella Souto -

Publicação: 03/09/2014 07:24 Atualização: 03/09/2014 10:10

Fernando Henrique e Aécio: candidato do PSDB define Marina Silva como uma
Fernando Henrique e Aécio: candidato do PSDB define Marina Silva como uma "metamorfose ambulante". Foto: Orlando Brito/Coligação Muda Brasil
O candidato do PSDB a presidente da República, senador Aécio Neves, reafirmou ontem a candidatura ao Palácio do Planalto. Ao lado das principais lideranças do partido, o tucano desmentiu boatos de que renunciaria e aproveitou para fazer críticas a Marina Silva, que disputa as eleições pelo PSB. Ele definiu Marina como uma “metamorfose ambulante” e ainda a acusou de plagiar o Programa Nacional de Direitos Humanos lançado em 2002 pelo então presidente, Fernando Henrique Cardoso (PSDB). Aécio ainda mostrou confiança de que estará no segundo turno das eleições, embora pesquisas de opinião o coloquem atualmente em terceiro lugar na disputa. Em um dia nervoso na campanha eleitoral, o PT também partiu para o ataque contra a candidata do PSB. A presidente Dilma Rousseff (PT), o ex-presidente Lula e líderes do partido fizeram um movimento orquestrado de críticas a Marina.

No início da noite de ontem, o tucano convocou coletiva de imprensa para dizer que vai “lutar até o último instante”. Na ocasião, Aécio distribuiu um documento com o programa de governo divulgado na semana passada pelo PSB, que teria trechos idênticos ao plano de FHC. Aécio Neves falou sobre o assunto ao lado de Fernando Henrique, que compareceu à coletiva com o intuito de reafirmar a candidatura do PSDB. “Talvez o senhor não saiba, presidente, que o capítulo dos direitos humanos da candidata Marina, do programa de governo, é uma cópia fiel do PNCH apresentado pelo seu governo em 2002”, disse o tucano.

Aécio ressaltou que Marina foi filiada ao PT, inclusive comandando o Ministério do Meio Ambiente durante a gestão de Lula, e que não é possível saber se a adversária “amanhã terá o mesmo pensamento de ontem ou de anteontem”. Ainda afirmou que a candidata que agora elogia Fernando Henrique (ela tem dito que valoriza as políticas econômicas dele), no passado votou contra o Plano Real e a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) quando ocupou uma cadeira no Senado pelo PT do Acre.

Ao classificar Marina como uma “metamorfose ambulante”, o tucano disse que “o eleitor precisa saber em que Marina ele vai votar. Na que hoje ataca o PT ou na que fez sua trajetória no partido”, e completou que a adversária não tem um “time” para governar. Sobrou também para a presidente Dilma, que tenta a reeleição. “O improviso nunca é o melhor conselheiro, e as duas candidatas mostram que alteram as convicções ao sabor dos ventos”, argumentou. “Estamos vendo, de um lado, um governo que reage aos índices das pesquisas alterando suas convicções, o que não é bom, age até com certo desespero, e que vai perder as eleições. E, do outro lado, o que eu vejo é uma candidatura que mais se assemelha a uma metamorfose ambulante, que altera as próprias convicções ao sabor das circunstâncias.”

Esta matéria tem: (0) comentários

Não existem comentários ainda

Comentar

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha

Caso você não tenha cadastro,
Clique aqui e faça seu cadastro gratuito.
Esqueci minha senha »

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.